Companhas de ‘arte xávega’ da Torreira recebem armazéns de apoio à pesca

1162
Armazéns de apoio à pesca, Torreira (Murtosa).

A Câmara da Murtosa cedeu três armazéns de apoio à pesca de ‘arte xávega a outras companhas que operam na praia da Torreira: ‘M. Fátima’, ‘Olá S. Paio’ e “Senhora da Piedade’.

Um investimento de cerca de 400.000 euros que veio “qualificar as condições do exercício desta atividade, beneficiando uma comunidade com grande relevância económica, social e cultural no concelho”, refere a edilidade.

Uma ajuda também para “perpetuar as artes de pesca que fazem parte da matriz identitária das gentes da Murtosa”.

A ‘arte xávega’ possui fortes raízes históricas no concelho, “tendo a sua importância económica constituído um dos mais relevantes impulsos para o processo que culminou com a emancipação do concelho da Murtosa, em 1926.”

No seu auge, no início do século XX, chegaram a operar 11 companhas na praia da Torreira, tendo sido um dos últimos locais em Portugal onde se praticou a ‘arte xávega’ com recurso a bois ‘Marinhõe’s.

Área coberta de cerca de 180 metros quadrados

Os pavilhões têm uma área coberta de cerca de 180 metros quadrados e possuem no piso térreo uma área de garagem para recolha de veículos e aparelhos e palamentas das embarcações, uma pequena sala de refeições com “kitchenette” e dois balneários completos. O piso superior, em “mezzanine” foi idealizado para trabalhos com as redes de pesca, desde a sua recolha até reparações e armazenagem.

Publicidade, Serviços & Donativos