CIRA vai financiar transportes do grupo Transdev na região

931
Transdev.
Smartfire 728×90 – 1

A partir desta terça-feira, será reposta “a totalidade da oferta de transportes públicos coletivos” do grupo Transdev, “com os mesmos trajetos e horários que existiam antes da pandemia, o que permite voltar a colocar no ativo todos os trabalhadores afetos” à Região de Aveiro.

Isso mesmo foi acordado entre a operadora e a Comunidade Intermunicipal de Aveiro (CIRA), esta última a assumir pagamento de serviços em valores não divulgados.

“De modo a responder a todas as necessidades das comunidades, nomeadamente da comunidade escolar, a CIRA decidiu financiar esta solução, com o entendimento que a sustentabilidade da operação é a pedra de toque deste acordo. Assim foi estabelecido um acompanhamento regular da situação, no sentido de manter a equação equilibrada para as duas partes”, refere um comunicado da Transdev.

A operadora esclarece que mesmo com o início do ano letivo, “a expetativa é que a procura não retome a normalidade.”

Existem, para além disso, limitações de lotação, aumento de custos de produção pela necessidade de assegurar as medidas Covid-19 e a necessidade de ajustes de oferta devido às novas regras para as escolas, que “levam à necessidade de garantir que as operações são sustentáveis”.

O acordo entre a CIRA e a Transdev é visto pela operadora como “um bom exemplo desse esforço e estabelece boas práticas para o setor que importa sublinhar, mesmo que estejamos perante um acordo cuja vigência é até ao final de 2020”.

Publicidade, Serviços & Donativos