Carta aberta aos autarcas de Portugal

485
Portugal Bike Value,
Banner Ol. do Bairro – cultura – 728X90

O recomeço das aulas e o próximo ano escolar, com a necessidade de um maior distanciamento social, a estrutura de transportes que utiliza habitualmente vai ter de ser adaptada; porque não equacionar a possibilidade dos alunos utilizarem a bicicleta na deslocação para a escola?

Por Gil Nadais *

Sr(a). Presidente,

Dirigimos-lhe esta missiva num momento tão particular da nossa vida em sociedade porque estamos à procura de um novo “normal” e consideramos que esta também é uma preocupação sua.

Tomamos a liberdade de entregar ao Sr. Primeiro Ministro uma missiva, de que enviamos cópia, onde fazemos um conjunto de propostas que podem melhorar a qualidade de vida de todos e colocar Portugal entre os países que mais incentivam a utilização da bicicleta, promovem a saúde e a sustentabilidade.

Portugal tem a maior fábrica de montagem de bicicletas da Europa, o maior fabricante de aros para bicicleta da Europa, a mais moderna fábrica de quadros para bicicleta em alumínio do Mundo e empresas que, em Portugal, são das que mais patentes registam.

A ABIMOTA já desenvolveu outras ações junto do governo que foram reconhecidas como válidas e integradas, estamos a falar, por exemplo no seguro escolar em que propusemos a inclusão das deslocações casa – escola que, até este ano letivo, se fossem realizadas de bicicleta, não estavam cobertas pelo seguro.

Hoje estamos a escrever-lhe porque tem um conjunto vasto de preocupações e algumas estão diretamente relacionadas com a mobilidade no seu Concelho, em geral e nas deslocações dos alunos para as escolas, em particular.

O recomeço das aulas e o próximo ano escolar, com a necessidade de um maior distanciamento social, a estrutura de transportes que utiliza habitualmente vai ter de ser adaptada; porque não equacionar a possibilidade dos alunos utilizarem a bicicleta na deslocação para a escola? Sabe que a verba que paga pelo passe escolar rapidamente amortiza o custo da bicicleta? Obviamente que se morarem mais longe e a altimetria for grande poderá haver necessidade de uma bicicleta elétrica mas, num investimento a vários anos, pode ser completamente amortizada, para além de que estará a contribuir para a sustentabilidade e para o desenvolvimento de atividade física (não esqueçamos que a obesidade é um problema nos jovens de hoje) e da saúde.

Com esta missiva apenas lhe queríamos transmitir a disponibilidade da ABIMOTA para colaborar com a sua Autarquia no sentido de encontrar as melhores soluções de mobilidade ativa cumprindo a legislação existente e ajudando a evitar problemas futuros.

A ABIMOTA não comercializa bicicletas, mas está disponível para colocar todo o seu conhecimento, por exemplo ao nível das normas que devem cumprir as bicicletas, ao serviço da sua autarquia para, em conjunto, podermos criar um Portugal mais saudável, evitando os perigos do Covid-19, e mais sustentável.

Caso pretenda contatar poderá fazê-lo diretamente para mim através do mail: gil.nadais@abimota.pt, ou do telemóvel
962096989

Estamos disponíveis para reunir, virtualmente, através de Team’s, Zoom, etc., desde já ou mesmo para falarmos pessoalmente, porque mobilidade é muito mais do que ir de bicicleta para a escola.

Com os melhores cumprimentos,

* Secretário Geral da ABIMOTA.

Artigo relacionado

Discriminações negativas e anacrónicas relativas ao uso da bicicleta

Publicidade, Serviços & Donativos