Câmara de Aveiro prepara contratação de 115 funcionários

12963
Antiga Fábrica Jerónimo Pereira Campos, Aveiro (foto Câmara de Aveiro).
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara aprovou a abertura de concursos para contratar 115 funcionários em diversas áreas, de forma a “responder a necessidades dos serviços municipais”.

Da lista de recrutamento fazem parte 11 assistentes técnicos e 36 operacionais, em regime de contrato de trabalho em funções por tempo indeterminado, para colocar ao serviço das escolas. E, assim, “terminar com os contratos temporários de trabalho e a precariedade numa área onde a estabilidade do trabalho é tão importante como é a da Educação.”

Foi também aprovada a abertura de concurso para o recrutamento de 68 trabalhadores, entre Assistentes Operacionais, Assistentes Técnicos e Técnicos Superiores para assumirem funções por tempo indeterminado em diversas áreas dos serviços (Engenharia Civil, o Ambiente, o Turismo, a Cultura e os Museus, o Desenvolvimento Económico e Empreendedorismo, a Educação e o Desporto, a Carpintaria, a Canalização, o Calcetamento, a Jardinagem ou a Informática, entre outros).

A Câmara justifica o reforço do quadro de pessoal com as saídas ocorridas “nos últimos cinco anos” (2015-2019), ao aposentarem-se 58 funcionários municipais e a saída de outros 93 por motivos vários (cedência de interesse público, mobilidade, falecimento, entre outras razões), “a que se soma a nova intensidade da atividade da Câmara nos seus diferentes setores, e as novas competências que estão a ser assumidas em várias áreas no âmbito da Descentralização”.

O executivo entende que há “necessidade de capacitar a estrutura camarária para gerir a exigência do desenvolvimento crescente do município a que temos assistido.”

Atualmente, a autarquia tem um mapa de pessoal com cerca de seis centenas de funcionários.

Na mesma reunião, o executivo aprovou o recrutamento imediato de 15 Assistentes Operacionais com o recurso a reservas de recrutamento internas válidas nos Agrupamentos de Escolas, para suprir necessidades “excecionais” do presente ano letivo por força do combate à pandemia, “integrando-se no âmbito das medidas excecionais e temporárias definidas pelo Governo do País.”

O processo de contratação segue para apreciação e votação em sede de Assembleia Municipal.

Publicidade, Serviços & Donativos