Bola volta a ‘rolar’ em dezenas de clubes de Aveiro, uma das regiões com maior paixão futebolística

352
Foto AFA TV.

Depois de uma longa paragem devido ao Covid-19, e ainda com muitas cautelas obrigatórias por força da pandemia, o desconfinamento desportivo em Portugal põe fim aos dias de grande ansiedade de milhares de praticantes de futebol federados, a esmagadora maioria das competições regionais das várias modalidades coletivas, com elevada incidência dos escalões de formação.

A competição desportiva que não parou ao longo do meses de confinamento devido à Covid-19 (principais provas nacionais séniores) continuou a gerar oportunidades nas casas de apostas legais , que vale a pena espreitar, atualizando as mais recentes novidades.

Campos e pavilhões começam a reabrir as suas portas para retomar treinos e competições desportivas de futebol e futsal em figurinos que continuarão adaptados às limitações temporais de uma época encurtada após a suspensão das atividades.

Nos escalões de formação, o regresso está a ser condicionado a testes de rastreio de Covid-19. Dezenas de milhares de atletas no País começaram a ser sujeitos a testes fornecidos pelas mais diversas federações e associações aos clubes associados.

“Aproveitar a janela de oportunidade” – presidente da AFA

Foto Associação Desportiva de Taboeira.

A Associação de Futebol de Aveiro (AFA), uma das maiores do país, refletindo a forte paixão que existe em torno do ‘desporto rei’, destinou numa fase inicial cerca de cinco mil testes para os seus inscritos pelos seus clubes cumprirem as regras.  “Agora que há uma janela de oportunidade, não podemos ficar para trás. Temos de nos colocar à cabeça da situação e ajudar os nossos clubes. É isso que temos andado a fazer”, declarou à comunicação social o presidente da AFA, Arménio Pinho.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) obriga à apresentação de um teste negativo à Covid-19 por parte dos atletas de formação até 72 horas antes do início das atividades. Futebol e o futsal enquadram-se nas modalidades de médio risco de contágio do novo coronavírus.

A Academia do Beira-Mar, uma das maiores da região, reabriu as portas esta semana, depois de ter mantido os últimos meses o confinamento em regime online (exerício físico e pouco mais) para não se perderem, de todo, os elos.

O seu diretor, Nuno Quintaneiro, confessou que o momento de retoma “é de muita ansiedade”, para um reencontro entre atletas e treinadores que foi preparado para decorrer “em total segurança” no que diz respeito a saúde pública.“Espera-se agora “recuperar o máximo possível as perdas que possam ter existindo”.

No Norte do distrito, o Sporting de Espinho é um dos muitos clubes que tem difundido mensagens de incentivo no regresso à atividade dos seus escalões de futebol, colocando os jovens atletas em discurso direto. “No Espinho alegra-me treinar no mesmos em que estou triste. Nas sextas-feira quando acabava a escola emocionava-me muito porque ia ter um jogo. Sinto falta dos treinos, dos jogos e meus amigos”, contou Rafael Costa (sub 11)

Formação do SC Espinho.

Equipas de futebol do distrito ainda com objetivos para alcançar nos campeonatos em atividade

45 clubes dos principais escalões do futebol sénior amador da região de Aveiro recomeçam a competir, pelo que está previsto, no início de maio.

As equipas defrontam-se por duas vezes nesta fase, sendo que os dois primeiros classificados de cada série avançam para os quartos de final. As finais estão apontadas para 27 de junho.

Na antecâmara do futebol profissional, um dos principais motivos de interesse do futebol regional é o apuramento para o novo campeonato (3ª Liga) das equipas do distrito que ficaram entre o segundo o quinto lugar da Série D do Campeonato de Portugal: são elas Lourosa, S. João de Ver e Sanjoanense.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) retende “assegurar o maior número possível de projetos equilibrados; aumentar a competitividade; melhorar a qualidade de jogo; aproximar os adeptos do futebol local; criar espaços de desenvolvimento para o jovem jogador português na transição dos sub-19 para os seniores e garantir um formato adequado ao que se prevê venha a ser a próxima época, no quadro da pandemia Covid-19”.

Já o primeiro classificado da Série D, o Anadia, irá disputar o acesso à Segunda Liga.

A região de Aveiro tem, atualmente, três equipas no segundo escalão do futebol português: Feirense, Arouca e Oliveirense, os dois primeiros na luta pela promoção à Liga principal.

A Liga de Portugal, associação formada pelos clubes profissionais, tem a seu cargo a organização dos campeonatos ‘Liga NOS’ (escalão máximo do futebol profissional) e ‘LigaPro’ (Segunda Liga), já prepara, fora de campo, o futuro.

‘Liga Portugal Bwin’ será a nova denominação da principal competição de futebol em Portugal a partir da época 2021-22.

O Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, entidade que em Portugal supervisiona os jogos de ‘fortuna e azar’, disponibiliza conselhos de boas práticas para um ‘Jogo Responsável’, de forma consciente e racional com controlo pleno do tempo e dinheiro que, em consciência, pode despender sem pôr em causa as suas responsabilidades familiares, sociais e profissionais.

Retoma das modalidades desportivas de médio risco

» Autorização para retomar a prática das modalidades desportivas de médio risco, assim como a atividade física ao ar livre de até seis pessoas;

» No lote de médio risco estão incluídas as principais modalidades coletivas, casos do andebol, basquetebol, futebol, futsal, hóquei em patins e voleibol, cujas divisões profissionais prosseguiram durante o segundo confinamento geral, em vigor desde 15 de janeiro;

» Corfebol, futebol de praia, hóquei e hóquei em linha, polo aquático, aquatlon, hóquei subaquático e râguebi subaquático também regressarão ao ativo, assim como o râguebi em cadeira de rodas, que completará o leque de desportos para pessoas com deficiência.

Publicidade, Serviços & Donativos

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação institucional ou não jornalística, nomeadamente o canal ‘Comunicados’, assim como informação útil, promoções comerciais ou inclusão de referências publicitárias, como é o caso deste artigo, utilizando os canais ‘Iniciativas’, ‘Roteiro’ e ‘Aveiro Work Point’ »» ler estatuto editorial