Bloco de Esquerda avança com interpelação ao Governo sobre poluição do Rio Cértima

352
Imagem da Câmara de Oliveira do Bairro.

Um grupo de militantes do Bloco de Esquerda da Mealhada e de Águeda, acompanhados por elementos da associação ambientalista “Amigos do Rio Cértima / Pateira”, visitaram no dia 8 de janeiro de 2020 as instalações da ETAR da Mealhada bem como as imediações de uma pocilga no Cardal, locais onde deram conta de problemas relacionados com a poluição do Rio Cértima.

Do que puderam verificar, em relação à ETAR, que ainda está em construção, apenas uma das três linhas de tratamento de águas é que funciona, não estando, por isso, ainda a cumprir o seu principal objetivo, que é o tratamento completo dos efluentes. Como consequência, é possível verificar que há duas descargas de água poluída devido ao tratamento insuficiente da ETAR, uma delas feita diretamente na ribeira da Vacariça e outra no Rio Cértima.

A agravar ainda mais este problema de poluição do rio Cértima, encontra-se a jusante da ETAR, uma pocilga cujos efluentes escorrem por uma ribeira, afluente daquele rio, a céu aberto e sem qualquer tratamento.

Já em setembro de 2019, a associação Amigos do Rio Cértima / Pateira” fez-se representar na Assembleia Municipal da Mealhada para denunciar a poluição do rio, tendo o Bloco de Esquerda apresentado uma moção em “Defesa e Despoluição do Rio Cértima”, que foi aprovada por maioria. Na altura, o presidente Rui Marqueiro afirmou estar a construir a maior ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) da região”, num valor de três milhões de euros, que iria melhorar “imenso” os efluentes das descargas, tendo informado que a Câmara tinha uma ação no Tribunal Administrativo e Fiscal de Aveiro contra uma pocilga da Mealhada que não cumpre os mínimos nas questões ambientais. Na última Assembleia Municipal de 29 de dezembro, o Bloco de Esquerda questionou o autarca sobre o processo pendente e que se arrasta no tribunal pelo menos desde 2018 relativo à Soacorgo, alvo também de uma ação popular sob a forma de providência cautelar, tendo sido informado que não havia qualquer evolução positiva.

Este problema tem-se arrastado há demasiado tempo e sem solução à vista. Como tal, o Bloco de Esquerda, irá interpelar o governo sobre este caso de poluição do Rio Cértima.

Bloco de Esquerda

Publicidade, Serviços & Donativos