Beira-Mar: “Vamos lutar até ao fim” – João Nogueira

1434
João Nogueira, Beira-Mar (arquivo).
Dreamweb 728×90 – Video I

O treinador do Beira-Mar lamentou a falta de eficácia da sua equipa no jogo em Anadia, que terminou com uma derrota pesada (4-0), deixando os aveirenses em zona de despromoção.

O objetivo era, no mínimo, pontuar, mas os bairradinos não facilitaram, conseguindo a vitória que decidiu a liderança a uma jornada do final da fase regular.

“Na primeira parte fomos superiores durante muito tempo, mas não conseguimos concretizar as oportunidades. O Anadia nas primeiras duas oportunidades que teve fez dois golos”, recordou Manuel Rodrigues que assumiu a equipa aveirense há cinco jogos, registando apenas uma vitória (duas derrotas e dois empates).

Após o intervalo, a equipa veio com alterações na tentativa de inverter o rumo dos acontecimentos. “Decidimos mudar para jogadores mais ofensivos, com o objetivo, pelo menos, de levar um ponto”, explicou o técnico aveirense.

A saída forçada de Sylla não estava nos planos, tornando a tarefa ainda mais complicada. “Infelizmente aconteceu uma expulsão, ainda não percebi porquê, vou verificar. A partir daí foi muito difícil. Contra uma equipa com muita qualidade com a bola tornou-se tudo muito complicado”, concluiu.

Para João Nogueira “faltou tudo” ao Beira-Mar em Anadia. O lateral direito aveirense lembrou que falou-se sempre da série D como “grupo da morte e não era por acaso”. Mas garantiu que a equipa não atirou a ‘toalha ao chão’. “Vamos lutar até ao fim, o Beira-Mar é um clube muito grande para ser derrotado desta maneira. Estamos aqui para dar a cara e para ir até ao fim. Falta um jogo, em casa com o Valadares. Tudo faremos para vencer e dignificar um clube que é um clube muito grande”, enfatizou sobre a última final da época em que os aurinegros jogam em casa com uma equipa ainda a lutar por um lugar nos cinco primeiros.

Assim, o Espinho, um lugar acima do Beira-Mar, mas com os mesmos 28 pontos, terá teoricamente mais possibilidades de permanecer no Campeonato de Portugal, uma vez que recebe o Vildemoinhos, já despromovido.

Discurso direto

“A sensação ? É a melhor de todas, é fantástico. É trabalho de grupo, de toda a gente. Só assim conseguimos. A minha aposta é sempre desconfiada por toda a gente, um treinador 31 anos. A vitória é dos jogadores. Ninguém dava nada por nós. Trabalhámos. Estamos na luta, atrás do nosso sonho. Acreditámos desde o início. Fomos os melhores dentro das 4 linhas, aqui dentro é que se joga, fomos os mais fortes” – Miguel Valença, treinador do Anadia.


(As declarações neste artigo foram transmitidas pelo Canal 11)

» O Lourosa ainda poderá ver acrescentados mais dois pontos pendentes de uma queixa por alegada utilização irregular de jogadores em partida com a Sanjoanense. O Anadia, que termina a fase regular em Castro Daire, tem uma vantagem de 11 golos sobre os feirenses, caso haja igualdade pontual.

Artigo relacionado

Beira-Mar goleado em Anadia (4-0) luta pela manutenção com o Espinho, que venceu em Lourosa (0-4)

Publicidade, Serviços & Donativos