Beira-Mar regressa às vitórias na Guarda entre muito nevoeiro

793
Dreamweb 728×90 – Video I

O Beira-Mar regressou às vitórias na deslocação ao reduto do Guarda Desportiva (1-2, com 1-1 ao intervalo) em partida a contar para a 21ª jornada do Campeonato de Portugal (série B) que começou cerca de três quartos de hora mais tarde e teve uma interrupção na segunda parte devido ao nevoeiro.

Os aveirenses somam 35 pontos, acompanhando o Marítimo B (um jogo a menos) no quarto lugar.

Já o Lourosa, venceu pela sexta vez seguida, desta feita na receção ao Castro Daire (2-1), mantendo o segundo lugar, com 41 pontos. Mais um ponto que o Rebordosa, que voltou às vitórias ao receber o Camacha (2-0).

Na frente, permanece o Salgueiros, que ‘bateu’ em casa o Machico por 2-0. A equipa portuense soma 43 pontos e ainda aguarda o desfecho do jogo com o Marítimo B disputado no seu reduto.

Ficha de jogos, resultados e classificação via FPF.

O Beira-Mar apresentou-se perante o ‘lanterna vermelha’ com cinco mexidas no onze: Duarte Soares, Rafinha, Maurício, Rui Sampaio e Leandro Vieira ocuparam as vagas de de Kiko, Diego, Carlitos, Gil Dias e Jota.

Com condições muito mínimas de visibilidade asseguradas na cidade mais alta do País, praticamente só ao nível do relvado, os forasteiros estiveram mais empenhados no ataque e criaram os primeiros lances de perigo junto da baliza da casa. Marcelo Santiago, de livre, fez passar a bola por cima da trave. Numa das insistências seguintes, o defesa Gilberto teve um corte providencial.

À terceira, com 21 minutos, os aurinegros inauguraram o marcador: mérito para o cruzamento da esquerda de Drula, a que Rúbel Silvestre correspondeu da melhor forma, rematando para o poste mais distante. O extremo direito marcou o seu segundo golo na prova (em jogos seguidos).

O Guarda Desportiva não tardou a restabelecer a igualdade num remate de longa distância de Falcão (23 minutos), que surpreendeu o guarda-redes Luís Pedro. Eficácia plena, até então, dos locais.

No regresso dos balneários, os aveirenses não tardaram a colocar-se novamente em vantagem. Um bis de Rúben Silvestre que praticamente não se descortinou a partir das bancadas, confirmado apenas pelos festejos dos visitantes.

O nevoeiro cada vez mais cerrado obrigaria o árbitro a interromper o jogo aos 60 minutos. Melhoradas as condições, foi dada ordem para retomar o duelo municipal da Guarda de forma a tentar a cumprir a meia hora por disputar.

O Beira-Mar procurava sentenciar o encontro: Vieirinha, num remate, obrigou Diogo Melo a defesa de recurso para canto.

A partida ganhou mais alguma intensidade com o desanuviar do nevoeiro.

Num lance de ataque, os locais reclamaram mão na bola de um aveirense na grande área. O árbitro não atendeu. Na resposta Fabrice Tamba não aproveitou um falhanço do guarda-redes Diogo Melo, atirando ao poste.

O Beira-Mar viu-se reduzido a 10 muito perto final do encontro com a expulsão de Rafinha devido a uma entrada mais impetuosa.

Já o Guarda Desportiva com esta derrota vê confirmada a despromoção aos distritais após uma passagem fugaz pelos ‘nacionais’.

Facebook Campeonato das Oportunidades

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.