Avenida Lourenço Peixinho: O projecto está inacabado e ainda vai a tempo de ser discutido e corrigido

787
Avenida Lourenço Peixinho, Aveiro.

Esta carta aberta surge como resposta às declarações do Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, em que afirma que a discussão relativa ao futuro da Avenida Lourenço Peixinho “aconteceu há uns meses”.

Por Ivo Angélico

Informações prévias

Perante a inexistência de discussão sobre o projecto de renovação da Avenida Lourenço Peixinho, projecto que está incluído no PEDUCA, plano estratégico de desenvolvimento da cidade de Aveiro, foi criada dia 9 de Janeiro uma petição[1] intitulada “Queremos uma ciclovia na Avenida Lourenço Peixinho“ e um evento dinamizador na rede social Facebook[2]. Esta petição pretende assegurar que será respeitada a vontade da população que pretende uma ciclovia na Avenida Lourenço Peixinho.

Esta carta aberta surge como resposta às declarações do Presidente da Câmara Municipal de Aveiro ao Jornal Público[3] em artigo publicado dia 15 de Janeiro, onde afirma que a discussão relativa ao futuro da Avenida Lourenço Peixinho “aconteceu há uns meses”.

Carta aberta aos líderes das concelhias dos partidos representados na Assembleia Municipal de Aveiro, ao Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, aos aveirenses

A Avenida Lourenço Peixinho vai ser alvo de uma alargada e dispendiosa renovação que tem, entre outros, o objectivo de dar mais qualidade ao espaço ciclável.

Na chamada ‘conferência PEDUCA’ foi feita a apresentação prévia do projecto para a avenida que foi criticada por ser muito fraca, pouco esclarecedora e nada fundamentada.

Nessa apresentação puderam ser colocadas um número muito limitado de questões que visavam o esclarecimento da própria apresentação e não a discussão da mesma. Não só ficou muito por esclarecer, como não houve nessa conferência discussão em torno do projecto, nem tem havido desde então a discussão que precisa de ser feita.

A Câmara Municipal de Aveiro tem o dever de abrir a discussão deste projecto tão importante à população que representa e de a envolver. A discussão de se a solução dada a conhecer na apresentação prévia do projecto dá mais qualidade ao espaço ciclável tem de ser feita.

Pergunto aos líderes das concelhias dos partidos representados na Assembleia Municipal de Aveiro se se revêem neste modelo de democracia sem discussão dos
projectos, sem envolvimento da comunidade e sem respeito pela vontades, perfeitamente justificadas, da população?

Deixo o repto a que abram a discussão que precisa de ser feita para evitar que uma obra que vai marcar gerações seja feita sem o envolvimento da comunidade.

Ao Presidente da Câmara Municipal de Aveiro deixo uma questão, que é a questão fundamental que leva à necessidade da ciclovia e da respectiva petição:

– Considera seguro que as crianças a partir dos 10 anos e os idosos que se deslocam de bicicleta sejam obrigados a circular na mesma via onde são feitas diariamente centenas de viagens de autocarros e outros transportes públicos?

Criei a petição por saber que são muitos os aveirense que pensam na mobilidade que queremos no presente e no futuro. O projecto está inacabado e ainda vai a tempo de ser discutido e corrigido. Aos aveirenses, a quem vive e frequenta a avenida, à comunidade académica que tantos contributos valiosos deu no passado, aos Amigos da Avenida, ao A4 Agrupamento Aberto de Associações de Aveiro, à MUBI-Aveiro, às associações comerciais que representam o comércio da avenida, a todos aqueles que sintam que podem e devem contribuir para a discussão e melhoria do projecto peço que se façam agora ouvir.

[1] http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT91591
[2]https://www.facebook.com/events/286780068697347/
[3] https://www.publico.pt/2019/01/14/local/noticia/lancada-peticao-pedir-ciclovia-lourenco-peixinho-1857547

Luta por esta causa:
– Assina e partilha a petição: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT91591