Aveiro: Pontes-cais do ferry em “monitorização permanente”

617
Ferry elétrico, Aveiro.
Comercio 780

A Câmara de Aveiro estima que a reparação da ponte-cais do Forte Barra, utilizada pelo ferry, depois de ter afundado, possa custar “mais de 100 mil euros”. A fatura final dos serviços prestados ainda não está apresentada.

Artigo relacionado

Aveiro: Após repor funcionamento, Câmara vai avaliar segurança da ponte-cais do Forte da Barra que afundou

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Quanto ao problema, para já, ficou resolvido, mas poderá vir a ser necessário a construção de um ‘batelão’ novo, com encargos bem superiores, na ordem do milhão de euros, sendo que existe um segunda ponte-cais, do lado de São Jacinto.

A inspeção da Capitania do Porto de Aveiro realizada após os trabalhos de emergência para pôr a reflutuar a estrutura de passagem de pessoas e veículos autorizou a utilização após trabalhos acrescidos, mas com várias condições que a autarquia tem de cumprir, nomeadamente aprofundar e monitorizar as condições de segurança.

Informações transmitidas pelo presidente da Câmara durante a reunião pública do executivo, esta quinta-feira, na sequência de um pedido de esclarecimentos feito pelo vereador Fernando Nogueira, do PS, questionando os resultados da vistoria, bem como “o horizonte de durabilidade” da correção feita.

Ribau Esteves adiantou que as duas estruturas que servem para atracar o ferry vão ser avaliadas para acautelar novos trabalhos de manutenção, prolongando a ‘vida útil’ das mesmas e ponderar o que fazer a médio prazo, nomeadamente se será necessário construir novas pontes-cais (ver declarações abaixo).

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.

Comercio 780