Aveiro: Plano estratégico municipal para o desporto

1419
Foto de Hélder Bernardo.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Partido Socialista Aveiro reafirma a necessidade de estabelecer um plano estratégico para o desporto, coerente, justo, equitativo, participado com independência e autonomia, onde se defina a visão municipal para o desporto (e sinergias intermunicipais).

O Partido Socialista entende que não é possível ser-se bom gestor público quando as práticas são de “navegar à vista”, ao “sabor da corrente” e com medidas paliativas de “compensa-aqui-compensa-ali”.

O desporto nos tempos atuais é um reflexo da própria modernidade, estando associada ao surgimento de novos valores que enaltecem o lazer e o tempo livre como espaço importante para a realização humana, ou seja, tem um objetivo mais abrangente que é a participação do cidadão comum em atividades de lazer e de realização pessoal.

Temos presente o que o Conselho Europeu aponta relativamente às características específicas do desporto e à sua função social na Europa onde é sublinhado que a missão das organizações desportivas é a de organizar e promover a sua modalidade de acordo com os seus objetivos respeitando as legislações nacionais e comunitárias e com base num funcionamento democrático e transparente.

E destaca vertentes como o desporto para todos, como um direito de qualquer cidadão – que constitui valores sociais, educativos e culturais essenciais. Constitui um fator de inserção, de participação na vida social, de tolerância, de aceitação das diferenças e de respeito pelas regras.

A atividade desportiva deve ser acessível a todos e quaisquer que sejam as suas capacidades ou interesses.

Aponta a preservação das políticas de formação dos desportistas, os contextos económicos do desporto e solidariedade; o desporto enquanto espaço de socialização; a função social do espectáculo desportivo; transparência na gestão dos interesses políticos, económicos e mediáticos investidos no desporto de alta competição e no espetáculo desportivo

O Partido Socialista Aveiro reafirma a necessidade de estabelecer um plano estratégico para o desporto, coerente, justo, equitativo, participado com independência e autonomia, onde se defina a visão municipal para o desporto (e sinergias intermunicipais) referindo de maneira particular e a título ilustrativo, os seguintes pontos:

– modalidades;
– parceiros (tipologia e know how);
– equipamentos;
– coesão e sustentabilidade;
– metas a atingir;
– eventos âncora;
– recursos alocados.

Nesta área, vemos como investimentos necessários, aqueles já propostos em sede de programa eleitoral autárquico:

– A criação da Casa das Associações: espaço de gestão, suporte à instalação transitória e assistência à atividade das associações;
– A criação de uma plataforma digital de gestão partilhada de espaços e equipamentos,
públicos e privados, comuns para racionalizar a sua utilização no suporte ao funcionamento
das coletividades;
– A criação de um Conselho Municipal das Associações para coordenar, promover e
divulgar, numa base concertada as ações das coletividades;
– A clarificação dos princípios de relação entre as coletividades e destas com a autarquia
com elaboração da Carta Municipal de Desporto.

O Município de Aveiro também no desporto tem de deixar de se manter numa atitude de
quem manda uns remates à baliza, dois ou três “cestos”, ou da velha máxima de “quem
atira mais alto é que ganha”, para ter uma política desportiva consistente, envolvente,
participada, potencializadora de recursos, sustentável e ganhadora; com princípio, meio e
fim.

PS concelhio de Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos