Aveiro/ PEDUCA: Estação da CP tem visto do TC / PS critica ‘nevoeiro’ em volta dos projetos

440
Antiga estação da CP, Aveiro.

A Câmara de Aveiro recebeu ontem ao final do dia a comunicação do Tribunal de Contas (TC) da emissão do ‘visto’ ao contrato da obra de reabilitação do edifício da antiga Estação da CP.

A ‘luz verde’ permite “avançar de imediato com as formalidades e os atos operacionais preparatórios para o início desta importante obra”, refere uma nota de imprensa.

A empreitada foi lançada a concurso pelo valor base de 708 mil euros e um prazo de execução de 450 dias.

A obra está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Aveiro (PEDUCA), cofinanciado pelo Portugal 2020.

O arquitecto João Mendes Ribeiro é o autor do projecto de requalificação do edifício que pretende “dar uma vida nova a este marcante edifício da cidade de Aveiro, preservando a sua arquitetura exterior e dando-lhe novas funções ao nível da promoção” com base em produtos identitários de referência como os Ovos Moles, o sal, vinhos e espumantes da Bairrada.

Está também em fase de visto do TC, o contrato da obra de reabilitação do edifício Fernando Távora, que faz parte também do programa PEDUCA que a Câmara está a executar.

PS pede para conhecer os projetos PEDUCA

Os vereadores do PS, através de João Sousa, pediram na reunião pública do executivo, esta sexta-feira, um “ponto de situação” do conjunto de intervenções urbanas incluidos no ‘pacote’ de 10 milhões de euros.

O eleito procurou saber informações sobre a intervenção ciclável e pedonal na Rua da Pega, contígua ao campos, o projeto da Avenida Lourenço Peixinho e a ‘componente’ ciclável no âmbito da ampliação do centro comercial Glicínias.

Ribau Esteves adiantou que existem projetos em fase de retoques finais”, como é o caso da Rua da Pega. Sobre o caso da Lourenço Peixinho, o estudo prévio “está aprovado e o projeto de execução em pleno desenvolvimento execução”. Quanto às Glicinias, existem ainda licenciamentos pendentes no espaço público, nomeadamente da Infraestruturas de Portugal, prevendo-se que a ampliação arranque em meados de 2019.

Discurso direto

“O plano de execução das obras PEDUCA continua envolto em nevoeiro, esquecido nos corredores de gabinetes que a opinião pública desconhece e que aveirenses têm direito a saber. As requalificações da Avenida Lourenço Peixinho, do edifício da antiga Estação da CP, da Rua da Pega, as estruturas associadas ao projeto de ampliação do Glicínias, são alguns dos exemplos que foram apresentados com pompa e circunstância e até à data não se sabe mais nada da evolução que estão a ter” – Vereadores do PS de Aveiro.