Aveiro Norte / Ferrovia: Reclamados mais horários na Linha do Vouga

2385
Obras na Linha do Vouga (Aveiro Norte, foto MCLV).
Comercio 780

O Movimento Cívico pela Linha do Vouga (MCLV) insiste na necessidade de reforçar a circulação de comboios para servir melhor a população e, também, atrair novos utentes.

“As pessoas só irão abandonar o automóvel quando a Linha do Vouga tiver horários que satisfaçam as reais necessidades das populações que atravessa”, refere um alerta partilhado nas redes sociais.

Os municípios do Norte da Linha do Vouga são, nesta altura, os mais carentes de comboios a mais horas, como tem sido feito no ramal Aveiro – Águeda.

“Estão em funcionamento, presentemente, 12 circulações ferroviárias entre Águeda e Aveiro, enquanto que entre Espinho e Oliveira de Azeméis há oito, para além de um serviço de táxi, no troço central, com horários que não servem para fazer a ligação a Aveiro”, dá conta o movimento.

Quem anda no ‘Vouguinha’ no dia a dia pede novas ligações: “Continuamos sem entender como é que numa região como a nossa, com um forte tecido industrial, onde as fábricas têm turnos que começam às 23:00, os comboios só circulam entre as 7:00 e as 21:00. Na Linha do Norte, há comboios até às 23:00”, refere o MCLV.

Na tomada de posição, fica o pedido, também, para que os representantes “políticos” da região acompanhem a evolução das obras na Linha do Vouga (existe comissão de acompanhamento formada em São João da Madeira).

É dado o exemplo de Águeda cuja autarquia tem conseguido “melhores condições” junto da CP e IP. Nesta altura, “quase todos os apeadeiros do ramal têm os horários afixados e as estações estão mais bem conservadas”, com o mapa turístico da cidade a informar a disponibilidade de transportes públicos.

Painél informativo Linha do Vouga, Águeda (Foto MCLV).

O MCLV espera que sejam reativados os painéis informativos eletrónicos de apoio aos passageiros em S. João da Madeira e Águeda, com funcionamento deficiente ou mesmo inoperacional nos últimos tempos.

Relativamente aos trabalhos de requalificação da via, terminou a intervenção em oito quilómetros entre Oliveira de Azeméis e São João da Madeira. Para que a primeira fase da intervenção, no troço norte, seja concluída, falta a renovação dos cinco quilómetros que ligam a cidade sanjoanense a Santa Maria da Feira, onde as obras prosseguem.

 

Artigo relacionado

Aveiro Norte: Pedida maior celeridade nas obras de melhoria da Linha do Vouga

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780