Aveiro: Monumento ao ‘soldado desconhecido’ guardava mensagem aos ‘vindouros’

4587
Achado histórico no monumento do 'Soldado desconhecido', em Aveiro.
Livro728

A deslocalização do ‘Monumento aos mortos da Grande Guerra’, atualmente em curso no âmbito das obras que decorrem na Avenida Lourenço Peixinho, junto à antiga Capitania, permitiram recuperar uma homenagem escrita aos soldados falecidos em combate.

Trata-se, segundo explica a Câmara em comunicado, de “um documento, datado de 11 de agosto de 1933, que perpetua os filhos deste Concelho que foram mortos no campo de batalha da Grande Guerra – 1914-1918, honrando a pátria”.

A declaração é assinada, entre outros, pelo então presidente da Câmara , Lourenço Peixinho, que justifica a decisão de erguer o monumento naquele local para “que aos vindouros” pudessem lembrar “os seus entes queridos”.

“Com a relocalização do monumento em curso para o cruzamento da Avenida Dr. Lourenço Peixinho com a Rua Conselheiro Luís Magalhães, esta Câmara irá lavrar um novo documento que dará nota da relocalização do monumento e que será depositado no interior da estátua juntamente com o documento de 1933, para que a história, a memória e a honra dos nossos concidadãos continue bem viva em cada uma das novas gerações”, conclui a nota de imprensa.

Artigo relacionado

Aveiro: Deslocalização do ‘soldado desconhecido’ é operação “complexa” e pode ter surpresas

Publicidade, Serviços & Donativos