Aveiro: Ex-encarregado dos transportes fluviais falta a julgamento do desfalque

3829
Ferryboat, Aveiro.

O ex-encarregado geral operacional da antiga Moveaveiro, que está acusado de desviar cerca de 3200 euros dos bilhetes cobrados aos passageiros do transporte fluvial, faltou ao início do julgamento sem dar justificação, obrigando a agendar nova data.

O arguido, de 58 anos, que está acusado de abuso de confiança, fez carreira nos transportes fluviais desde o tempo da empresa municipal Transria, onde ingressou em 1990, até ser despedido em abril de 2017. A Moveaveiro foi, entretanto, extinta.

Enquanto encarregado geral operacional das ligações fluviais, tinha como funções recolher dos marinheiros cobradores o produto da venda e respectiva cobrança de bilhetes ou títulos de transporte, conferir os montantes, emitir auto de entrega à tesouraria/contabilidade e proceder à entrega das referidas quantias recebidas.

Segundo a acusação do Ministério Público, em data próxima do verão de 2016, o arguido não entregou cerca de 3200 euros à ofendida “como podia e devia”, fazendo a quantia sua, “causando pelo menos prejuízo à ofendida de igual valor”.

A Câmara de Aveiro pede que o seu ex-funcionário seja condenado a pagar uma indemnização pelo prejuízo causado.

Artigo relacionado

Confirmado despedimento legal de ex-encarregado da Moveaveiro por desvio de dinheiro

Publicidade, Serviços & Donativos

Comercio 780