Aveiro: Desempenho camarário “é notável para um município FAM” – PSD

1417
Assembleia Municipal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

O vogal do PSD Filipe Tomás classificou como “notável” o desempenho da maioria de direita à frente da Câmara de Aveiro, com investimento e redução de impostos como não vê na governação do País.

O eleito social democrata falava na última Assembleia Municipal (AM) no ponto da ordem de trabalhos destinado a analisar os últimos três meses de gestão camarária.

Filipe Tomás, que cumpre o primeiro mandato, elogiou “a postura arrojada, de pensar mais alto e ir mais longe” do executivo PSD-CDS, dando como exemplo a apresentação da candidatura a Capital Europeia da Cultura de 2027.

“Sinto que vivo numa cidade como se fosse capital europeia, com uma intensidade cultural ótima, percebe-se que existe uma estratégia”, constatou.

O eleito do PSD destacou também o desempenho da Câmara a outros níveis: “Só em 82 dias podemos falar de obras, adjudicações e inaugurações de 13 milhões de euros. É notável, para um município ainda FAM [Fundo de Apoio Municipal]. Está a resolver problemas e tem investimento”, relevou.

A opção ‘obreira’ da autarquia foi considerada “muito mais importante do que reduzir a carga fiscal”, embora o deputado tenha lembrado “que já teve alguma abaixamento” no mandato. “Algo que não vejo ao nível do país”, disse Filipe Tomás em jeito de comentário às críticas da oposição, de onde surgem exigências recorrentes para redução dos impostos locais.

CDS deixa vários alertas

Da parte do CDS, Jorge Greno, porta voz da bancada, levou à AM diversos reparos para os quais pediu a atenção camarária.

Um dos quais prende-se com a “degradação azulejar” que atinge vários painéis emblemáticos da cidade, “obras de artes” que carecem de “manutenção”.

Relativamente ao espaço urbano, questionou a razão de aparecerem caldeiras (árvores) calcetadas e mostrou-se favorável à opção por relva artificial em certos locais.

O líder da bancada do CDS alertou também para falhas na iluminação pública, dando conta de zonas com “bastantes avarias” que até já foram alvo de reparação.

Por último, questionou para quando a entrada em operação do novo concessionário de publicidade pública.

Painéis e estátuas aguardam restauro

Nas respostas, sobre o restauro de painéis, o presidente da Câmara garantiu que “há trabalho em curso, uns mais pontuais outros mais globais”. Haverá uma atenção especial a intervenções no conjunto do viaduto de Esgueira.

Nas estátuas, está ser lançado um procedimento para recuperar “uma série delas”, que exigiu entregar o projeto a empresa de especialidade.

Quanto à relva artificial, discordou do CDS, preferindo nos ajardinados “relva natural” ou colocação de flores.

A iluminação pública vai continuar a merecer investimento, nomeadamente no canal do São Roque, com substituição e colocação de luminárias.

Ainda em julho, adiantou o edil, arranca a instalação do mobiliário urbano ao abrigo da concessão da publicidade.

Publicidade, Serviços & Donativos