Aveiro: Câmara acusada de não “esclarecer” a população, comércio e investidores sobre projeto do Rossio

1224
Outdoor de movimento cívico, Aveiro.
Comercio 780

O movimento ‘Juntos pelo Rossio’, que contesta a instalação de um parque de estacionamento subterrâneo no jardim acusou o presidente da Câmara de pretender evitar a discussão pública do projeto ao relacionar a contestação com interesses da oposição partidária local.

“Há uma vontade da parte do executivo em desviar novamente a atenção da população para um não assunto, perante os factos de que os argumentos técnicos que apoiam o atual estudo prévio são frágeis e porque o apoio da sociedade civil relativamente ao projeto de requalificação do jardim do Rossio com um parque de estacionamento subterrâneo ser quase inexistente”, refere um comunicado divulgado hoje.

“O que nos move como movimento é fazer o que a Câmara Municipal de Aveiro nunca fez em tempo útil, que é esclarecer a população, comércio e investidores, sobre o projeto proposto e as consequências a ele associadas”, insiste o ‘Juntos pelo Rossio’.

Já a reação do presidente da Câmara à proposta de deslocalizar o estacionamento para a zona da antiga lota, que considera inviável, causa surpresa.

“É pública a existência de um parque de estacionamento de auto-caravanas no terreno que fica a partir do viaduto da A25 em direção à lota (com espaço para cerca de 120 lugares para automóveis) e a existência de um terreno para apoio a obras camarárias, espaços esses que sempre foram responsabilidade da Câmara Municipal de Aveiro”, lembra o movimento.

Artigos relacionados

Juntos pelo Rossio reage a declarações do presidente da Câmara de Aveiro

Aveiro / Rossio: Exigidas medidas para acautelar impacto na atividade económica

Comercio 780