Aveiro: Assaltante que esteve muito ativo na cidade confessa mais 3 crimes

5727
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um homem de 44 anos, que esteve muito ativo a fazer assaltos na cidade de Aveiro, gerando sentimento de insegurança, assumiu a autoria de três situações pelas quais começou a ser julgado esta terça-feira.

O arguido, atualmente a cumprir pena de cadeia por outros crimes idênticos, atuava, por regra, sozinho, fazendo de estabelecimentos comerciais, em hora de encerramento ao público, o alvo preferido.

Os três assaltos que o levaram a mais um julgamento foram cometidos em 2018. Em todos os casos partiu o vidro das portas dos estabelecimentos comerciais, arremensando pedras da rua, para se introduzir.

Numa das situações, ocorrida no lugar de Verdemilho, Aradas, o solitário subtraiu de um loja de bebidas 13 garrafas de uísque no valor de 292 euros.

Numa outra casa comercial de venda de instrumentos musicais, no centro da cidade, levou um computador portátil que o dono avaliou em 565 euros. Em tribunal, o autor confesso garantiu que o equipamento não valia tanto “porque estava ultrapassado”. Trocou-o por “20 ou 30 euros” usados na compra de droga.

Por último, responde pelo assalto a uma frutaria de onde retirou o moedeiro da caixa registadora com 20 euros.

“É tudo verdade, assumo integralmente. Na altura andava agarrado à droga, à cocaína, era mais forte do que eu e tinha de arranjar dinheiro” relatou o arguido ao justificar os furtos

O homem está a ser julgado em Aveiro pelo assalto a um estabelecimento de diversão infantil igualmente em Aveiro, tendo sido detido pela PSP pouco depois de dado o alerta,

Publicidade, Serviços & Donativos