Autarquia de Águeda disposta a apoiar bombeiros até 380 mil euros

774
Quartel dos Bombeiros de Águeda.

A Câmara de Águeda assinou com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Águeda (AHBVA) um protocolo de colaboração, “que se traduz num investimento que pode atingir os 380 mil euros (340 mil euros em protocolo e 40 mil euros referentes a regalias sociais).”

Segundo um comunicado, “estes valores refletem um reconhecimento pelo excelente trabalho que é realizado todos os dias pelos bombeiros de Águeda e o compromisso de em equipa, com a proteção civil e órgãos de decisão, como as Juntas e Câmara Municipal, servir a população”.

Aquando da assinatura, Jorge Almeida, presidente da Câmara “enalteceu” o trabalho da corporação na formação de bombeiros, com o centro criado em Belazaima do Chão, que é “referência nacional e que é procurado por corporações de todo o país.”

Segundo a edilidade, nos últimos 10 anos o quadro de contribuições municipais para a AHBVA “demonstra um crescimento acentuado: se, em 2012, o apoio concedido à corporação aguedense foi de 99 738,21 euros, este ano o contributo para o funcionamento, aquisição de equipamentos ou outros apoios é de 380 411,31 euros”.

Além de um subsídio à atividade, a verba contempla a contribuição para as Equipas de Intervenção Permanente (EIP), que, com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, assumem em partes iguais as despesas de operacionalização, bem como investimento para a aquisição de viaturas e/ou equipamento operacional e de proteção civil, encargos com o seguro de acidentes pessoais dos bombeiros profissionais e voluntários e apoios extraordinários e regalias sociais dos bombeiros.

A AHBVA dispõe atualmente de três EIP (duas a funcionar no quartel sede e uma na secção de Agadão), estando em preparação uma quarta EIP, no âmbito de um concurso nacional que está a decorrer.

Outros apoios municipais

» Manutenção da estrutura do dispositivo de combate a incêndios, bem como a cedência de utilização de uma máquina de rastos;
» Manutenção da estrutura de salvamento aquático, assegurar o Serviço de Brigadas de Aeródromo (na íntegra, durante o período crítico de incêndios rurais; e comparticipação, durante o restante do ano), assim como o apoio ao funcionamento da Unidade Local de Formação;
» Instalação pelo município de uma Unidade de Produção de Auto Consumo (painéis fotovoltaicos), que permitem uma redução na fatura energética da corporação.
» A Câmara de Águeda apoia os bombeiros voluntários com isenção de IMI, entre outras regalias sociais.

Discurso direto

“É indiscutível que sem o apoio da Câmara e das entidades oficiais, como o Estado, não conseguiríamos fazer o que fazemos. O valor atribuído é apenas parte do que a associação necessita para cumprir as suas funções. Os apoios concedidos são aqueles que a lei permite, mas para desempenhar com eficácia e qualidade o seu trabalho a associação tem que investir para complementar, contando, para isso, com o apoio de empresas e privados, a quem agradecemos” – Manuel São Bento, presidente da Direção da AHBVA.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780