Assaltos em Aveiro: Larápios em silêncio no início de julgamento

1046
Tribunal de Aveiro.

O Tribunal de Aveiro começou a julgar, esta manhã, dois indivíduos, de 20 e 30 anos, por assaltos que ocorrerem em cerca de duas dezenas de estabelecimentos comerciais na cidade de Aveiro, na maioria dos casos por arrombamento, causando um sentimento de grande insegurança.

Os arguidos não quiseram prestar declarações no início de julgamento, que prosseguiu, então, com os depoimentos de agentes da PSP envolvidos nas investigações.

O indivíduo mais novo, que encontra-se detido preventivamente desde fevereiro passado, terá participado em todos os assaltos, que aconteceram num período inferior a um ano, entre 2021 e 2022, enquanto o segundo acusado, reformado por invalidez, responde por um furto em co-autoria.

Os suspeitos, já com antecedentes criminais e bem conhecidos das autoridades policiais, foram identificados, segundo adiantou um dos elementos da PSP, por imagens de câmaras de vídeo vigilância, devido alguns sinais particulares captados, como roupas, mochilas, tatuagens ou anéis. Inspeções nos locais permitiram detetar impressões digitais do arguido principal. Buscas levaram, igualmente, a encontrar evidencias da participação nos assaltos.

Artigo relacionado

Jovem toxicodependente instalou-se em Aveiro para fazer assaltos

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.