Assaltantes, um deles esteve muito ativo em Aveiro, em silêncio no Tribunal

921
Tribunal de Aveiro.
Comercio 780

Dois homens, atualmente presos, começaram a ser julgados, esta segunda-feira manhã, no Tribunal de Aveiro, por vários processos relacionados com cerca de três dezenas de assaltos ocorridos, essencialmente, no concelho de Aveiro, entre o final de 2018 e o início de 2019.

Ambos os arguidos remeteram-se ao silêncio quando questionados sobre os factos que estão imputados na acusação formulada pelo Ministério Público (MP).

O acusado principal, que responde por 31 furtos (16 dos quais qualificados) e seis crimes de falsificação, deixou, contudo, a possibilidade de prestar declarações numa fase posterior do julgamento. “Para já não quero dizer nada, a não ser que foi uma altura complicada da minha, estava agarrado às drogas, fiquei com muitos lapsos de memória, vamos ver o que isto vai dar”, afirmou em resposta ao juiz presidente. O arguido, que residia na freguesia de Santa Joana, Aveiro, foi preso há quatro anos, tendo beneficiado de uma saída ao abrigo do “perdão Covid”. No entanto, acabaria por ver a medida revogada, por ter sido condenado num processo em que foi julgado à revelia.

O segundo arguido, que está acusado de dois furtos, um deles qualificado, limitou-se apenas a dizer que não pretendia prestar declarações.

O homem que responde por mais crimes foi identificado pela PSP nas imagens de vídeo vigilância em locais onde ocorreram furtos, nomeadamente em postos de combustíveis onde abastecia e colocava-se em fuga sem pagar, bem como de botijas de gás. Na maioria dos processos em causa, atuou sozinho, fazendo-se transportar em veículos furtados, raramente recuperados, ou com matrículas falsas. “Com este ritmo de prática deste tipo de crimes, na altura era quase o único em Aveiro”, disse um agente da PSP que tomou parte nas investigações, adiantando que um dos ‘gasolineiros’ lesados até conhecia “pessoalmente” o assaltante, que chegou a ser detido na Gafanha da Nazaré a circular com um veículo furtado.

(em atualização)

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.