As tendências digitais e o crescimento do mercado de e-learning

467
Ensino à distância.

Em grande medida muitas das restrições motivadas pela pandemia do COVID-19 influenciaram no desenvolvimento do mercado da educação online.

Por Observatório do Emprego da Universidade de Aveiro *

O mercado da educação online (e-learning) ultrapassou o valor de € 167 mil milhões em 2019, em valores atuais, e projeta-se que atinja os € 290 mil milhões em 2026, impulsionado pela adoção de diversas tecnologias, como a computação em nuvem e a inteligência artificial (IA), além do incremento no acesso à internet.

Com um cada vez maior número de pessoas conectadas, e por mais tempo, cresceu a procura por formação diversificada, oferecida por instituições de várias partes do mundo, como uma alternativa para a qualificação individual ou de equipas empresariais.

Cumulativamente, a popularização de profissões que requerem competências mais especializadas, nomeadamente programação, análise de dados e design digital, contribuíram significativamente para este incremento.

Segundo o Google, somente entre os meses abril e maio de 2020, observou-se um aumento mundial de mais de 100% na procura por cursos online. O crescimento do mercado da educação online foi também marcado por tendências emergentes que incluem a aprendizagem móvel, a micro aprendizagem, a aprendizagem social e cursos online abertos e massivos (MOOCs).

Em grande medida muitas das restrições motivadas pela pandemia do COVID-19 influenciaram no desenvolvimento do mercado da educação online. Segundo o Fórum Económico Mundial, a nível global, mais de 90% dos estudantes foram afetados com o fecho das escolas.

Este novo cenário fez com que os esforços da indústria fossem rapidamente redirecionados para o desenvolvimento de soluções na educação digital para estudantes e empresas. Tendências digitais como a análise de Big Data e Inteligência Artificial têm permitido aos atores no contexto educacional atender as necessidades individuais dos alunos, enquanto que, simultaneamente oferecem a possibilidade de recolher de dados relativos às experiências dos alunos que permitem novas abordagens à melhoraria da qualidade dos cursos.

A realidade virtual e a realidade aumentada, regularmente aplicadas na em contextos de formação específico como o dos profissionais da aviação e da indústria (e.g. na condução de simulações, testes, etc.) viram a sua aplicação estendida a outros setores.

A tecnologia móvel tornou-se uma ferramenta importante, oferecendo alternativas para a melhoria da educação e para a prestação de serviços de saúde, permitindo em muitas circunstâncias contribuir para o combate à desigualdade. As previsões indicam que o mercado da educação online continuará a crescer nos próximos anos motivado pelas oportunidades trazidas com as novas tecnologias digitais e de conectividade como também pelas condições criadas pela pandemia que aceleraram a inovação no setor da educação.

* Artigo publicado na newsletter disponível em https://uaonline.ua.pt/upload/med/joua_m_6888.pdf

Publicidade, Serviços & Donativos