“Arte Xávega e Cultura Artesanal no Território do GAL Aveiro Sul”

718
Arte xávega, Vagos (foto divulgada pela Câmara de Vagos).
Dreamweb 728×90 – Video I

Chegou ao fim, com excelentes resultados, o projeto “Arte Xávega e Cultura Artesanal no Território do GAL Aveiro Sul”, na área de intervenção do GAL Aveiro Sul, da qual o Município de Vagos faz parte. Um projeto de valorização do património identitário da Região de Aveiro, executado no âmbito de uma candidatura apresentada pela GAL Aveiro Sul Programa Programa Operacional Centro 2020.

Este projeto cumpriu os objetivos propostos: estruturar e promover experiências turísticas com base na Arte Xávega e no Artesanato identitário da Região de Aveiro que capacitem e complementem a visita ao território e sejam promotores da desconcentração de fluxos turísticos (segmentados) pelo destino.

A implementação do projeto visou, igualmente, alcançar e potenciar, na região de Aveiro, elementos essenciais para o desenvolvimento turístico do destino como a potenciação da cultura, o saber e a tradição local e a estruturação da oferta do destino e respetiva comunicação junto de mercados e segmentos estratégicos diferenciados, através de ferramentas inovadoras.

Como tal, o projeto contemplou a realização de várias ações ao longo um ano. Foi feito um levantamento e caracterização histórica e técnica da Arte Xávega e da Cultura Artesanal onde foram realizadas 20 entrevistas com artesãos e pescadores locais tendo sido efetuado, simultaneamente, o registo vídeo e fotográfico, para utilização nos suportes de comunicação previsto no projeto.

A partir da análise das suas ofertas, foram criados 4 roteiros/experiências turísticas, a saber: “Experiências para relaxar depois do trabalho”, “Experiências para conhecer a cultura local”, “Experiências para desfrutar em dias de chuva” e “Experiências para aprender com os mestres”, que integram atividades de valorização do património da região, incluindo a gastronomia e que envolvem diversos agentes locais.

No âmbito deste projeto, foram, ainda, desenvolvidas ações de capacitação dirigidas a artesãos, agentes turísticos e colaboradores dos Municípios na área do Turismo que versaram as seguintes temáticas: “Da arte à experiência turística: como criar memórias”, “Como valorizar produtos e a gastronomia local através do turismo”, “Comunicar e promover online: como segmentar e vender?”

Na área da comunicação, desenvolveu-se uma plataforma eletrónica de promoção, em duas línguas – português e inglês – que está disponível em https://riavivarte.aida.pt/galeria/). Foram, ainda, desenvolvidas duas brochuras, uma dedicada à Arte Xávega e outra à Cultura Artesanal, ambas com propostas de gastronomia local, e em duas línguas.

Por fim, foi dinamizada uma ação de promoção, com a participação de operadores turísticos que comercializam experiências culturais e/ou patrimoniais, diretores de hotéis de 4 e 5 estrelas, representante da Entidade Regional de Turismo do Centro e influencers com perfil de interesse a nível de turismo criativo.

O Município de Vagos viu, assim, promovida a sua “Arte Xávega”, atividade que pretende preservar e dinamizar, enquanto produto turístico integrado na Região de Aveiro. Para o Município de Vagos, este projeto foi uma mais-valia uma vez que permitiu ter um estudo mais aprofundado sobre a caracterização histórica e técnica da Arte Xávega e a salvaguarda dos testemunhos dos nossos pescadores da Arte Xávega, e a sua integração em roteiros/experiências turísticas em conjunto com os restantes municípios.

Câmara de Vagos

Comercio 780