Armazéns novos para servir a ‘arte xávega’ da Torreira

1331
Pesca de 'arte xávega', praia da Torreira.
Dreamweb 728×90 – Video I

O município da Murtosa vai instalar armazéns de apoio às campanhas que se dedicam à pesca da ‘arte xávega’ na praia da Torreira.

A vereação aprovou, nesse sentido, recentemente, uma proposta de reconhecimento de ‘relevante interesse público’ para que seja autorizada a ocupação de uma parcela de terreno abrangida pela Reserva Ecológica Nacional (REN).

A proposta terá de ser aprovada igualmente pela Assembleia Municipal, antes de ser submetida à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro (CCDRC).

O projeto prevê a instalação de três armazéns para substituir construções precárias há muito usadas pelos pescadores locais, erguidas nas dunas primárias.

Um melhoramento que permitirá às campanhas de arte xávega manter a atividade dentro da legalidade.

Uma pesca “que faz parte do património cultural” da Torreira, “desempenhando ainda hoje um papel de extrema importância na economia local da comunidade piscatória”, sublinha a autarquia.

Além de “melhorar as condições de trabalho”, o investimento em novas instalações de apoio permitirá “restaurar o equilíbrio ecológico do espaço” ocupado atualmente pelos pescadores, a norte da praia, “renaturalizando-o”.

Cada um dos futuros pavilhões ocupará uma área coberta de 180 metros quadrados, em estrutura metálica, com boas condições térmicas em qualquer altura do ano. Terão piso térreo e área de garagem para acolher veículos, alfaias e palamentas das embarcações, pequena sala de refeições e balneários. O piso superior poderá ser usado para os trabalhos com as redes de pesca e armazenamento.

“Com estas obras, as gentes das artes de xávega da Murtosa terão um local onde podem desenvolver a sua atividade todo o ano em condições de trabalho mais dignas, ajudando a tornar a profissão menos dura e mais atrativa para eventuais gerações futuras”, refere a edilidade.

Crédito de foto