Aprende na Floresta: aprendizagem sociomotora, imersiva e enriquecedora

370
Floresta.

Baseado na metodologia “Forest School”, o projeto Aprende na Floresta surgiu da necessidade de criar uma resposta formativa e experiencial, dirigida a todos os interessados em explorar de uma forma estruturada o contacto com a natureza e os seus benefícios na construção de uma sociedade mais integral.

Por Cidália Gonçalves *

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

O ethos da Escola da Floresta do projeto Aprende na Floresta ressoa de diferentes formas temas históricos importantes da teoria educacional da Europa Ocidental: Rousseau, Froebel, Montessori e McMillan, todos defenderam os benefícios da aprendizagem no ambiente natural e insistiram que as crianças precisam de brincar, experimentar o espaço e o movimento e que a estimulação sensorial contribui para o seu desenvolvimento saudável.

Foi para dar a conhecer esta abordagem de aprendizagem imersiva aos educadores e proporcioná-la às crianças que nasceu o projeto Aprende na Floresta e a ideia da Escola da Floresta.

O projeto Aprende na Floresta assenta em ações formativas dirigidas aos adultos que têm a missão de educar – sejam eles profissionais da educação formal ou informal – enquanto a Escola da Floresta é o programa que proporciona às crianças esta vivência de aprendizagem. Mas o Aprende na Floresta ganhou várias outras dimensões e conta também com programas dirigidos às escolas e à ocupação das férias escolares, com experiências imersivas para crianças e adultos, com programas de desenvolvimento pessoal e ações de sensibilização e desenvolvimento para empresas.

Com esta oferta, o projeto Aprende na Floresta pretende responder ao contexto e necessidades emergentes da nossa sociedade, promovendo o envolvimento e aproximação dos conteúdos e metodologia da Forest School à realidade das respostas educativas das nossas crianças e às de todos os que querem voltar a ligar-se à natureza.

Esta metodologia visa o contacto com a natureza e com os pares, em contexto de exploração e brincadeira, por forma a desenvolver novos caminhos neuronais no processo de aprendizagem, de forma significativa e prazerosa. Ou seja, as pessoas utilizam os recursos existentes na natureza (isentos de conceções predefinidas) e a interação com os pares para encontrar respostas satisfatórias às necessidades que pretendem ver respondidas. Assim, desenvolvem competências socio-emocionais, físicas, intelectuais, comunicacionais e espirituais, num ambiente seguro e de forma confortável. Para promover estas competências é importante a presença de um facilitador experiente, que conheça a metodologia e que utilize as ferramentas adequadas para uma aprendizagem holística na natureza.

O Aprende na Floresta tem contribuído para a formação de professores, educadores do ensino público e privado, assim como de encarregados de educação. Estes educadores já identificaram que as crianças precisam de tempo e espaço, e do estímulo adequado (o da natureza) para que se tornem mais autónomas, reguladas, conscientes, motivadas e confiantes para se desenvolverem como seres íntegros, empáticos e respeitadores do ecossistema. Os momentos prazerosos e vivenciados em plena natureza fazem com que valorizem a natureza e a “olhem” com o coração!

* Fundadora e mentora do projeto Aprende na Floresta. Continuar para ler artigo completo que está publicado no site Florestas.pt.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.