Apoio à Transdev é “mais um enxerto em algo que nasceu torto” – PS de Aveiro

1031
Vereadores do PS na Câmara de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I


O PS concelhio de Aveiro afirma-se “totalmente contra” o “acordo de gestão” aprovado pela maioria na Câmara para compensar a concessionária AveiroBus pelas consequências da pandemia nos transportes públicos, que prevê uma transferência de 700 mil euros de fundos públicos.

O entendimento alcançado com o grupo Transdev este mês é visto pelos socialistas como “mais um enxerto em algo que nasceu torto”, uma vez que, dizem, a Aveirobus “não resolve o problema dos transportes públicos que os aveirenses procuram e necessitam”.

No rescaldo da deliberação tomada na última reunião de Câmara, o PS recorda que “das 14 linhas existentes (incluindo a fluvial) apenas uma, a 11, poder-se-á considerar como transporte público generalizado; todas as outras são mais transporte escolar que outro serviço qualquer, que acolhe outros utentes com efeito supletivo.”

Em comunicado, a concelhia ‘rosa’ liderada pelo vereador Manuel Oliveira de Sousa lembra que no que toca à concessão e respetivo serviço o partido mantém uma “coerência” que “é absoluta”. Trata-se de “um mau serviço a Aveiro, cada vez mais caro, que tarde ou nunca se endireitará.”

Para o PS, “os aveirenses que utilizam ou necessitam de utilizar os transportes públicos AveiroBus constatam que a concessão continua a ter critérios economicistas, sem verdadeiro interesse de serviço público”.

O plano de transportes de Aveiro “deveria ser verdadeiramente integrado”, com “diversidade de serviços que garantissem qualidade, redução de tempo, circuitos-destinos-horários diferenciados a outros setores de atividade (saúde, cultura, comércio local,…)”. Como tal, “aumentando esta oferta, aumenta a procura”, garante o PS.

Para a concelhia, o “acordo de gestão serve para tapar buracos e lacunas (diagnosticados desde o início) e incluir apoios do Estado Central (PART, PRO-TRANS, Passes escolares)”.

Não misturar transportes com medidas de apoio devido à Covid-19

Quanto ao novo apoio aprovado no âmbito da emergência Covid-19, o PS afirma manter “disponibilidade para dar o aval” a ajudas que são destinadas a famílias dos trabalhadores ou serviços associados, garantindo, assim, “apesar dos tempos difíceis, alguma qualidade de vida, trabalho e salários”.

Mas mostra-se contra “misturar os assuntos”, nomeadamente com as ajudas ao operador de transporte, por “confundir a forma das coisas com o essencial dos assuntos.” Assim, os vereadores declararam o sentido de voto pela abstenção.

Discurso direto

“O presidente da Câmara Municipal de Aveiro continua a fazer da gestão municipal uma política de truques e malabarismos misturando assuntos para serem tratados na mesma decisão.
Aprovar um acordo de gestão com a concessionária de transportes (AveiroBus) e ‘apoio Covid’ não são a mesma coisa. Por isso, importa analisar e tomar decisões em separado. Misturar alhos com bugalhos, diz a sabedoria popular, nunca dá bom resultado” – PS concelhio.

Artigo relacionado

AveiroBus: Transdev recebe quase 700 mil euros de apoio público para enfrentar pandemia

Publicidade, Serviços & Donativos