‘Aliança com Aveiro’ vence eleições intercalares na freguesia de S. Jacinto com maioria absoluta

1256
Edifício-sede da Junta de Freguesia de S. Jacinto, Aveiro.
Comercio 780

A coligação ‘Aliança com Aveiro’ (PSD-CDS-PPM) venceu com maioria absoluta as eleições intercalares para a Junta de Freguesia de São Jacinto realizadas este domingo com uma lista liderada por Arlindo Tavares, que conquista a presidência à terceira candidatura, garantindo o ‘pleno’ para a direita nas 10 freguesias do concelho de Aveiro.

Artigo relacionado

Ribau Esteves retoma plano para resolver problemas de São Jacinto, que prevê rentabilização do património da freguesia

Aliança com Aveiro (PSD-CDS-PP-PPM) – 240 votos (4 mandatos)
Partido Socialista – 165 votos (2 mandatos)
CDU (PCP-PEV) – 86 votos (1 mandato)
CHEGA – 2 votos
Brancos – 3 votos
Nulos – 4 votos
Total de votantes: 500 (828 recenseados).

Nas eleições autárquicas de 2021, que contaram com 567 votantes (em 851 recenseados), o PS-PAN venceu com 42,3 % (240 votos), conseguindo três mandatos. Seguiu-se a coligação PSD-CDS-PPM com 37,2 % (211 votos) também com três mandatos e a CDU teve o último eleito com 17,9 % (102 votos). O Chega contou apenas com um voto nas eleições de setembro do ano passado.

“Estamos encarregues de resolver os problemas da Junta, nomeadamente financeiro” – Arlindo Tavares, novo presidente da Junta

À terceira tentativa, Arlindo tavares foi mesmo eleito presidente. A ‘Aliança’ venceu as eleições em S. Jacinto consciente do que a população espera nos próximos três anos. “Foi-nos colocada uma responsabilidade nas nossas mãos: estamos encarregues de resolver os problemas da Junta, nomeadamente financeiro”, afirmou o sucessor de António Aguiar,  esperando “criar condições para entrar nos carris e fazer melhor o seu trabalho”. No imediato, a nova maioria quer verificar as contas e conhecer “a real dívida”. Posto isto, serão tomadas medidas que a “médio e longo prazo a Junta permitam “acabar com a má fama que tem” e, também, “começar a trabalhar, o mais rápido possível, na verdadeira função da Junta em favor da população, colocando em prática o nosso programa eleitoral”, explicou Arlindo Tavares, que deixou outro compromisso: os residentes serão informados ‘passo a passo’ do que se passa na Junta.

Artigo relacionado

S. Jacinto: “O PS criou o problema, a ‘Aliança com Aveiro’ vai resolvê-lo” – Arlindo Tavares (PSD-CDS-PPM)

Candidato do PS não entra na discussão dos “porquês”

O PS deixa de governar a única Junta que tinha resistido à ‘Aliança’ nas últimas eleições, passando aos lugares da oposição, onde continua o eleito comunista. Sobre a viragem ocorrida, Ferreira Leite, que encabeçou a lista do PS, disse que, não tendo ligação partidária, nem passado autárquico, não lhe é fácil analisar “os porquês” do resultado. “Para mim foi simples, a maioria da população escolheu a ‘Aliança’, portanto está tratado”. Qualquer que fosse o desfecho, o candidato mantém a convicção que a solução de grande parte dos problemas da Junta “passaria sempre pela Câmara. Mas com a vitória da ‘Aliança’ “pode haver é um diálogo mais fácil”, admitiu, esperando que a estabilidade possa, também, “trazer uma perspetiva de desenvolvimento para a freguesia”.

António Nabais (CDU) espera que “quem ganhou cumpra o que se propôs fazer”

“Foi a vontade popular, está decidido. Esperamos que quem ganhou cumpra o que se propôs fazer”. António Nabais, da CDU, mantém-se como eleito na Junta de Freguesia, garantindo irá cumprir o mandato “como sempre em defesa dos direitos e interesses da população, portanto, “sem abdicar” do que tem reclamado para São Jacinto.

Ricardo Lemos, candidato do Chega, que contou com apenas dois votantes (mais um do que 2021), felicitou a vitória da coligação. “É tempo de dar a São Jacinto paz e contas certas”, disse, registando que os cidadãos locais assumiram que “o socialismo não é o caminho”. Sobre os resultados da sua lista, concluiu que São Jacinto “ainda não está pronto para mudar”, garantindo que o Chega continuará atento à freguesia.

Artigo relacionado

S. Jacinto / Eleições intercalares: Os últimos apelos ao voto

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.