Albergaria-A-Velha: 350 armadilhas ajudam a prevenir os efeitos da vespa velutina

417
Armadilhas de vespas asiaticas.
Smartfire 728×90 – 1

Para mitigar e prevenir os efeitos da vespa velutina (vespa asiática) na produção de mel, a Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha colocou cerca de 350 armadilhas para captura desta espécie invasora.

A medida faz parte do Plano de Prevenção e Controlo da Vespa Velutina lançado pelo Município em 2019.

O Município de Albergaria-a-Velha, por meio do Gabinete de Proteção Civil e Florestal, tem vindo a intensificar a prevenção e o combate à praga da vespa velutina, vulgarmente conhecida como vespa asiática, através da instalação de 350 armadilhas em todo o concelho.

Estas armadilhas, que contêm um atrativo açucarado, foram distribuídas equitativamente pelas seis freguesias do concelho, nas áreas urbanas e no interface urbano-florestal. Desde o início de fevereiro, aquando da sua instalação, estas armadilhas já capturaram 8861 vespas velutinas, das quais 6714 são vespas fundadoras de novos ninhos.

Todas as armadilhas são alvo de intervenção a cada duas semanas, com a retirada do isco anterior, lavagem da armadilha, contagem das vespas capturadas, registo das capturas numa aplicação criada para o efeito e colocação de novo isco.

Para o Presidente da Autarquia, António Loureiro, a colocação destas armadilhas “é crucial para travar o avanço desta espécie invasora no Concelho”. O Presidente referiu que “este ano, a Autarquia decidiu reforçar a prevenção e a captura de vespas fundadoras por forma a evitar a proliferação desta praga e, consequentemente, o aumento exponencial de ninhos”. O Presidente sublinhou ainda que “esta praga é um problema com que nos deparamos desde 2015. Desde a primeira hora, o Município de Albergaria-a-Velha tem estado ao lado dos apicultores e tem procedido à destruição de todos os ninhos avistados”.

O Gabinete de Proteção Civil e Florestal de Albergaria-a-Velha apela à população para que não retire ou destrua estes mecanismos, que permitem controlar a presença desta espécie no território do Concelho.

Em 2021, foram destruídos 398 ninhos de vespa velutina, mais 193 do que em 2020.

A vespa velutina ou asiática é considerada uma espécie invasora, com vários efeitos negativos no ambiente e na biodiversidade devido à forte predação de abelhas e de outros insetos polinizadores.

Sempre que o munícipe avistar um ninho, deverá ligar para o Atendimento Permanente do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC), através do 234 529 114, que é atendido na Central de Comunicações dos Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha ou proceder ao registo na plataforma STOP VESPA http://stopvespa.icnf.pt/

Câmara de Albergaria-A-Velha

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.