Águeda: Prolongamento do projeto “Resíduos com Valor”

979
Mercado municipal de Águeda.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara Municipal de Águeda vai prolongar, até final do ano, a implementação da iniciativa “Resíduos com Valor”, que é desenvolvida no âmbito do Laboratório Vivo para a Descarbonização (LVpD) de Águeda – [email protected] City Lab, cofinanciado pelo Fundo Ambiental.

Esta iniciativa consiste na disponibilização de uma máquina de separação de resíduos, localizada no Mercado Municipal, que permite, de uma forma inovadora, mobilizar e sensibilizar a comunidade para a valorização de resíduos, evitando a sua indevida deposição como resíduo indiferenciado.

“Este é um projeto de grande relevância para a promoção da sustentabilidade ambiental e economia circular, onde cada vez mais cidadãos promovem desta forma a valorização dos resíduos gerados, o que demonstra a importância da iniciativa na sensibilização da comunidade para a adoção de práticas mais amigas do ambiente”, disse Edson Santos, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Águeda, salientando que os benefícios associados à utilização da máquina é uma mais-valia.

Com este alargamento do projeto-piloto, pretende-se ainda “testar outras condições e melhorias referentes, por exemplo, à gestão da utilização da máquina”.

Disponibilizada no final do novembro de 2020, já foram valorizadas nesta máquina, até ao momento, mais de 48.500 embalagens, entre plástico (PET), latas e vidro, que se traduziram em cerca de 224.800 pontos, que foram, posteriormente, trocados por benefícios (vales de descontos no comércio local aderente e/ou por diverso material, como sacos reutilizáveis, kits domésticos de reciclagem, redutores de caudal, compostores, etc. ou ainda por entradas nas Piscinas Municipais de Águeda ou no Museu Ferroviário de Macinhata do Vouga, ou ainda em espetáculos no Centro de Artes de Águeda).

De referir que esta é uma iniciativa que visa incentivar a adoção de medidas mais sustentáveis pela comunidade, promovendo o envolvimento ativo do comércio local e das famílias nas ações de descarbonização de Águeda, bem como dos demais parceiros envolvidos (ERSUC – Resíduos Sólidos do Centro, S.A., AHBVA – Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Águeda e APA – A Agência Portuguesa do Ambiente), estando alinhada com diversos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2030, sendo ainda considerada como uma boa prática a nível nacional (Direção-Geral do Território – cidades circulares).

No seguimento deste prolongamento, Edson Santos lançou o repto para que mais comerciantes aderiram ao projeto-piloto, recebendo a distinção de “Estabelecimento amigo do ambiente”.

Câmara de Águeda

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.