Sessão sobre violência doméstica em Oliveira do Bairro

564
Paços de concelho de Oliveira do Bairro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro vai promover no próximo dia 20 de novembro, às 15h00, uma sessão artística intitulada “Recuso ser Vítima”, no âmbito da celebração do Dia pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se assinala a 25 do mesmo mês.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

A iniciativa, que decorrerá no Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, será dinamizada pela Associação Tocar n’Alma e é dirigida a profissionais das áreas da educação, saúde e intervenção social e comunitária, assim como à população em geral.

De acordo com Lília Ana Águas, Vereadora da Ação Social, “os objetivos da sessão passam, entre outros, por capacitar os profissionais que lidam com vítimas de violência doméstica relativamente ao conhecimento dos vários tipos de violência, a mensagem que deve ser passada e as respostas e estruturas de apoio existentes para essas pessoas”.

“É importante que as vítimas de violência doméstica saibam que existem respostas sociais com soluções e profissionais capacitados para as ajudar a sair desses contextos e dessas realidades, que muitas vezes terminam em tragédia”, acrescentou Lília Ana Águas.

As inscrições para a sessão são gratuitas, limitadas a uma centena de vagas, e podem ser feitas até dia 13 de novembro, através de formulário on-line disponível no site e redes sociais do Município de Oliveira do Bairro.

A iniciativa é apoiada pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), organismo do Estado responsável pela promoção e defesa do princípio da igualdade entre mulheres e homens e que procura responder às profundas alterações sociais e políticas da sociedade em matéria de cidadania e igualdade de género.

Recorde-se que o Município de Oliveira do Bairro subscreveu em 2019 o protocolo “Municípios Solidários com as Vítimas de Violência Doméstica”, celebrado entre a Comissão para a CIG e a Associação Nacional dos Municípios Portugueses.

Com este protocolo, a autarquia oliveirense comprometeu-se a “prestar apoio às vítimas de violência doméstica, através dos seus serviços de ação social e no âmbito das suas competências, na procura de habitação no mercado de arrendamento”, conforme descrito no documento.

Na eventualidade de ser vítima de violência doméstica ou de ter conhecimento de algum caso, uma vez que se trata de um “crime público”, pode contactar o Serviço de Informação às Vítimas de Violência Doméstica, através de SMS para o número 3060, ou chamada telefónica para o 800 202 148. Este serviço telefónico de informação é gratuito, anónimo e confidencial, funcionando 24 horas por dia, 365 dias por ano. Em caso de emergência, deve ligar para o 112.

Câmara de Oliveira do Bairro

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.