Rejeitado recurso judicial para impedir uso da marca ‘Aliança com Aveiro’

540
'Aliança com Aveiro' 2021.

O Tribunal da Propriedade Intelectual (TPI) de Lisboa “terminou definitivamente” com todos os processos judiciais movidos “contra a legitimidade política e a legalidade” da coligação ‘Aliança com Aveiro’ (PSD, CDS-PP, PPM) no âmbito das eleições autárquicas de 2021, garante um comunicado difundido por aquela estrutura.

Estava em causa uma providência cautelar movida por Gilberto Ferreira, membro da comissão política concelhia do PSD de Aveiro e cabeça de lista do movimento “independente” Sentir Aradas à Junta local, queixando-se de uso indevido da marca ‘Aliança com Aveiro’, que “foi liminarmente rejeitada”.

Artigo relacionado

Recurso ao Constitucional tenta travar uso de “Aliança com Aveiro”

Denúncia de “relação promiscua entre Gilberto Ferreira e o Movimento Juntos pelo Rossio”

No comunicado, a ‘Aliança com Aveiro’ denuncia ainda “a relação promiscua entre Gilberto Ferreira e o Movimento ‘Juntos pelo Rossio’, liderado por David Iguaz, candidato do PS a presidente da Junta da Glória e Vera Cruz, “que utilizaram a mesma advogada nos processos movidos contra a coligação e a Câmara, neste caso no âmbito da obra do Rossio.

Para a coligação liderada por Ribau Esteves, “são mais evidências da coligação negativa que o PS construiu numa ‘amálgama de antis’, demonstrando que de facto “não é alternativa capaz”, nem se apresenta “de forma positiva e construtiva” nas eleições.

Ler comunicado completo.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.