“55 Mil Km”: Relatos de migrantes e refugiados

416
Exposição "55 mil Km".
Dreamweb 728×90 – Video I

A sessão ficou marcada com o testemunhos, na primeira pessoa, de algumas pessoas que vivem a condição de migrantes e refugiados, os seus esforços e dificuldades e a forma como foram acolhidos na cidade de Aveiro.

Por Paula Hipólito *

O Centro Social e Paroquial da Vera Cruz, através do CLAIM (Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes), lançou nesta quinta-feira, dia 22, um livro que recolhe 10 histórias de pessoas que fizeram opções na vida que passam pela migração e, algumas delas, por pedidos de asilo e acolhimento como refugiadas.

O livro “55 mil Km” reúne o total dos quilómetros que as dez histórias percorreram e ainda tem a participação de um grupo de ilustradores voluntários que têm colaborado com projetos culturais organizados pelo Centro Social e Paroquial.

O livro foi apresentado pelo Diretor-Executivo da Amnistia internacional, que o prefaciou, partilhando a história como filho de emigrantes e recordando que aqueles que narram a sua vida migratória ou refugiada, ajudam-nos a perceber melhor os heróis que existem entre nós.

Teve ainda presença o Presidente da Direção do Centro Social e Paroquial da Vera-Cruz que recordou que este trabalho resulta mais de um imperativo cristão do que uma ação solidária para com a sociedade.

O Presidente da Câmara Municipal de Aveiro valorizou a necessidade de se enfrentarem egoísmos nacionais e a criação de caminhos do reforço económico e consolidação de processos de paz em muitos países de onde surgem muitos dos migrantes entre nós, reconhecendo que a região de Aveiro tem acolhido sobretudo muitos migrantes vindos da América do Sul.

A Secretária de Estado para a Integração e Migrações agradeceu o trabalho em rede que é feito no Centro Social e Paroquial, nas suas diversas e distintas respostas, permitindo assim criar condições para um melhor acompanhamento e integração dos migrantes. Valorizou ainda o esforço que sem sido feito na criação governativa de um pacto migratório.

A sessão ficou marcada com o testemunhos, na primeira pessoa, de algumas pessoas que vivem a condição de migrantes e refugiados, os seus esforços e dificuldades e a forma como foram acolhidos na cidade de Aveiro.

O livro agora publicado destina-se a dar voz e vez a estas histórias e a esta realidade.

Na apresentação do livro estiveram presentes ainda algumas exposições fotográficas que têm circulado por escolas e espaços públicos, motivando a reflexão para o drama de muitos refugiados.

O CLAIM é uma resposta do Centro Social e Paroquial da Vera-Cruz que procura apoiar processos de integração através de regularização de documentação e orientação para serviços, bem como promover iniciativas que promovam a interculturalidade.

* Diretora Geral do Centro Social e Paroquial da Vera Cruz.

Publicidade, Serviços & Donativos