215 anos da abertura da barra: Porto de Aveiro divulgou programa comemorativo de “obra épica”

1281
Membros da Administração do Porto de Aveiro e Comunidade Portuária.

As comemorações dos 215 anos da abertura da barra do Porto de Aveiro, que se assinalam em 2023, arrancam já este mês, prolongando-se praticamente até ao final do ano, sob o mote “na Rota do futuro”.

Eduardo Feio, presidente da Administração do Porto de Aveiro (APA), apresentou, ao final da manhã, o programa que irá assinalar a inauguração das “épicas” obras feitas para “rasgar” a barra, ocorrida a 3 de abril de 1808, “depois de mais de seis anos de trabalhos, envolvendo milhares de pessoas, com inundações na cidade e construção de diques”.

Este ano, curiosamente, completam-se, também, 100 anos da aprovação dos estatutos da Junta Autónoma da Barra e da Ria de Aveiro (JABRA), os 25 anos da criação da APA (3 de novembro de 1998) e os 130 anos da construção do farol da Barra.

“Temos aqui um conjunto de datas que queremos puxar por elas, dando nota da importância para a região e para concelhos envolventes”, referiu Eduardo Feio.

A partir de 27 de março, são retomadas as visitas da iniciativa “A escola vai ao porto” para as comunidades escolares do concelho de Ílhavo.

A 2 de abril, será o ‘Dia Aberto’ à comunidade em geral que é desafiada a conhecer “por dentro” o porto.

A 3 de abril, terá lugar a sessão evocativa da abertura da barra, na Vista Alegre, com uma palestra Carlos Martins (Faculdade de Arquitetura de Coimbra” sobre as obras portuárias.

A 27 de abril, o Porto de Aveiro organiza um seminário sobre os “desafios e oportunidades” do crescimento ferroviário no corredor ibérico, a pretexto da relação Aveiro – Salamanca, refletindo com uma participação alargada de agentes sobre as perspetivas do desenvolvimento futuro de um porto atlântico no acesso ao hinterland mais interior”.

Em maio, terá lugar um outro seminário, sobre o tema “Os portos como alavanca regional”, no Luso (Mealhada).

No mês de junho, o Porto de Aveiro irá oferece um espetáculo com projeções de Video mapping no farol da Barra.

Em novembro, será apresentado um livro para “homenagear” os trabalhadores portuários desde há 100 anos, com base numa pesquisa histórica que remonta ao período em que a antiga Junta Autónoma gerir o funcionamento de mais de 500 cais espalhados pela ria de Aveiro onde se movimentava, já na altura, 500 mil toneladas de mercadorias.

A 23 de novembro, serão ‘cantados os parabéns” ao porto pelos seus 25 anos em que passou a ser de “primeira categoria” com uma cerimónia especial.

Para além de todas as atividades do ‘core’ do porto, 2023 será marcado pela entrada em atividade do projeto “Porto Ideias factory” envolvendo a Figueira da Foz, porto sob jurisdição administrativa de Aveiro, como “espaço de reflexão sobre o passado, presente e futuro dos portos” sobre “todos os temas que possam ser interessantes para a atividade portuária”, focados “no saber e inovação”.

Consultar informação completa.

25 anos: Movimento de carga duplicou

Em 25 anos, o Porto de Aveiro duplicou as cargas movimentadas: de 2,8 milhões toneladas para cerca de 5,7 milhões em 2022, que foi recorde absoluto. O número de navios diminuiu, mas o cumprimento (até aos 110 metros) e as cargas aumentaram. Em 2013, 2014 a dinâmica de crescimento acentuou-se. A pandemia de Covid-19 trouxe uma quebra, foi sendo ultrapassada com resultados máximos em 2022.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.