“Vamos jogar os nossos trunfos” – Cajó, treinador do Beira-Mar

899
Beira-Mar (imagem do Facebook).
Dreamweb 728×90 – Video I

Apesar das dificuldades esperadas, reina o otimismo na comitiva do Beira-Mar que prepara a estreia oficial esta época, domingo à tarde, em Vildemoinhos, para a Taça de Portugal em futebol.

“Vamos jogar os nossos trunfos. Estou muito satisfeito com o grupo, que trabalhou bem e está confiante para apresentar o nosso futebol, as nossas ideias, tentar o melhor resultado possível e passar à segunda eliminatória”, afirmou o técnico aveirense em declarações partilhadas pelo clube.

Um adversário do Campeonato de Portugal que inspira respeito. Será o quinto jogo oficial do Vildemoinhos, o que “tem reflexos”, nomeadamente na parte física, lembrou Cajó.

Para ultrapassar as dificuldades, o treinador pede “alma, entrega e intensidade em campo”, o que “muitas vezes” faz ultrapassar os obstáculos aparentemente intransponíveis. Também importante será o apoio dos sócios e adeptos aurinegros.

O ‘nervoso miudinho’ não será de estranhar nesta fase. “É a ansiedade natural do primeiro jogo, temos um grupo misto, experientes e mais jovens. Estarão libertos, sem nenhuma pressão; o favoritismo é do adversário. Cavámos o poço o ano passado, temos de saber se há água e até pode haver petróleo”, referiu Cajó lembrando a importância que prosseguir na Taça pode ter também no aspeto financeiro.

O capitão Pedro Moreira promete empenho em campo para chegar ao objetivo. “É difícil mas não é impossível, a equipa até fica ainda mais motivada. Apesar da diferença de escalões, podemos demonstrar que não somos inferiores a nível da qualidade. Estamos motivados para passar a eliminatória”, disse.

À quarta jornada, o Lusitano segue em sétimo com seis pontos com duas vitórias e outras tantas derrotas.

Na última jornada, a equipa treinada por Rogério Sousa goleou o Meda, no reduto deste (0-4) após duas derrotas por 1-0 em Gondomar e na receção ao Águeda.

Vídeo com declarações completas