Vale de Cambra: Moção pela normalização dos serviços de saúde

381
Paços de Concelho de Vale de Cambra.
Dreamweb 728×90 – Video I

O direito à saúde encontra-se consagrado na Constituição da República Portuguesa – um direito universal, independentemente da região onde se viva, sendo devidos os cuidados e assistência na prevenção e no tratamento de doença.

É com desagrado e muita preocupação que tomamos conhecimento de que os Pólos de Arões e Junqueira da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Macieira de Cambra se encontram limitados desde o início do mês de Junho por falta de médico.

Tratam-se de duas freguesias do interior do concelho de Vale de Cambra constituídas por cerca de dois mil habitantes, maioritariamente população idosa, com graves problemas de saúde que requerem muito acompanhamento, em situação de isolamento e sem retaguarda familiar. Nas épocas altas de Verão e Natal a população duplica com a chegada dos nossos emigrantes.

São freguesias com um total de 40 aldeias, dispersas geograficamente e distantes do centro do concelho, com uma escassa rede de transportes e difíceis acessibilidades.

A falta deste serviço de proximidade compromete a saúde e o bem-estar destas populações, com a agravante de que nos últimos dois anos, derivado ao contexto de pandemia, viram o acompanhamento de saúde ainda mais limitado, pelo que não podemos tolerar a inexistência destes cuidados de saúde nestas freguesias.

A Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia não têm competências nesta área para resolver estes problemas, mas ao longo destes últimos anos têm alertado e reivindicado um melhor funcionamento do SNS no nosso território. De referir a colaboração que as autarquias de Vale de Cambra asseguraram ao Ministério da Saúde durante todo o período pandémico que se traduziu no investimento de centenas de milhar de euros no combate ao COVID-19, substituindo-se assim ao Estado Central.

Num período em que se debate a transferência de competências na área da saúde, aumentam as nossas preocupações, pois os nossos órgãos autárquicos foram excluídos pelo poder central de ter um papel ativo na definição da rede de cuidados primários de saúde a prestar à população, remetendo-nos a um papel de meros tarefeiros do Estado.

CDS Vale de Cambra (Moção aprovada na Assembleia Municipal e nas Assembleias de Freguesia de Arões e Junqueira em defesa da normalização dos serviços prestados às populações)

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.