UA estudou impacto das plantações de eucalipto na vida selvagem

1097
Foto Produtoresflorestais.pt.
Dreamweb 728×90 – Video I

O projeto WildForests “contribuirá significativamente” para conhecimento dos efeitos das plantações de eucalipto na vida selvagem e demonstrar, pela primeira vez, o papel das abordagens de conservação funcional para assegurar o funcionamento e a sustentabilidade do ecossistema.

Essa é a expetativa dos investigadores da Universidade de Aveiro (UA) envolvidos no consórcio que estudou “os impactos das plantações de eucaliptos nos padrões ecológicos dos mamíferos, uma vez que estes são uma taxa particularmente relevante devido à sua importância nos ecossistemas mediterrânicos”.

As florestas exóticas de produção de Eucalipto (EPF) representam em Portugal cerca de 26% das florestas, o que perfaz 8.8% do território e 49% das EPF europeias.

O projeto, que teve a colaboração do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e da FCiências.ID – Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, contou com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica, envolvendo um investimento elegível de 220 mil euros, o que resultou num incentivo FEDER de cerca de 161 mil euros.

O ‘trabalho de campo’ decorreu em eucaliptais e áreas de vegetação nativa, tendo sido instaladas camaras de armadilhagem fotográfica, que permitiram a deteção de mamíferos.

Segundo Carlos Fonseca, investigador na UA, os resultados “serão implementados pelos proprietários de eucaliptais, compatibilizando-se o uso do solo por uma espécie com grande relevância económica em Portugal com a conservação e gestão de mamíferos, nomeadamente carnívoros e ungulados”. O conhecimento científico adquirido será “amplamente e gratuitamente difundido entre a comunidade científica e atores da fileira floresta, possibilitando a definição de estratégias produtivas que minimizem esses impactos e a implementação de uma produção mais sustentável e compatível com a tão desejada certificação florestal, fator diferenciador e promotor do acesso dos produtos florestais a mercados ambientalmente mais exigentes”.

Ler artigo completo na newsletter do Programa Compete 2020.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.