UA coordena estudo para repovoar Ria com erva marinha ameaçada

535
dav
Comercio 780

Apesar de ser historicamente uma das espécies colhidas com o moliço, às carradas transportadas em barcos da Ria e usada para adubar os solos, a “Zostera marina” é hoje uma erva marinha ameaçada.

Por isso, investigadores da Universidade de Aveiro (UA) propõem o repovoamento. Acreditam que, entre outras vantagens, a erva marinha poderá prevenir dragagens e respetivas consequências negativas nos ambientes da Ria.

Continuar para ler artigo do site UA.pt.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780