“Temos tudo para manter o ritmo e a dinâmica empreendedora”

1192
Cidade de Águeda.
Dreamweb 728×90 – Video I

Agora é tempo de incentivar o retomar das várias atividades da sociedade, sejam culturais, desportivas ou empresariais. Com consciência dos cuidados de inter-relacionamento que ainda é necessário manter, mas certos de que é necessário andar para a frente. Não podemos abrandar o ritmo. Podemos e devemos desenvolver uma postura de confiança.

Por Jorge Almeida *

Hoje celebramos o Feriado Municipal de Águeda. A festa que fazemos hoje é diferente da que estávamos habituados, no Souto do Rio. Assinalamos também o Dia Mundial da Criança com várias atividades através dos vários canais na Internet do Município.

Apesar das circunstâncias especiais que vivemos e que nos atingiu a todos, este não é um momento para lamentos, é o momento de nos concentrarmos nos aspetos positivos, de olharmos para o futuro.

A Câmara Municipal de Águeda tem feito tudo o que está ao seu alcance para apoiar as diferentes instituições e a sociedade em geral no combate à pandemia do COVID-19. Os aguedenses têm sabido enfrentar este inimigo invisível, responderam com tolerância e sobriedade ao que lhes foi exigido. É altura de agradecer e reconhecer o esforço e a forma como todos têm acatado as orientações das autoridades de saúde e a disciplina com que têm cumprido o que lhes tem sido pedido.

Agradecer também o trabalho realizado pelos profissionais de saúde, pelos bombeiros, pelos técnicos das IPSS, pelos voluntários das mais diversas instituições e entidades de proteção civil, pelos colaboradores da Câmara Municipal que se mantiveram zelosos das suas funções, pelos educadores, pelos comerciantes, pelos produtores e empresários. Todos foram importantes para manter ativas áreas tão fundamentais, numa altura em que tanto foi exigido de todos.

Um palavra de gratidão também aos diversos profissionais das mais diferentes áreas que, independentemente do Estado de Emergência que se viveu e do Estado de Calamidade que ainda decorre, continuaram a trabalhar ativamente nas suas funções, mantendo operacionais serviços imprescindíveis para a sociedade. Os que continuaram a laborar nas unidades fabris, os que se mantiveram a servir a população nos estabelecimentos comerciais de bens de primeira necessidade, os que permaneceram na limpeza das ruas e na recolha dos lixos, os profissionais que mantiveram ativas empresas e instituições, de quem tanto a sociedade precisa.

A Câmara Municipal tem trabalhado, de forma concertada, com os diferentes agentes de saúde pública locais, regionais e nacionais, tem articulado a sua ação com as instituições locais, seja da área da educação ou da assistência a idosos, para uma resposta assertiva e adequada às necessidades mais prementes.

Temos trabalhado para que a atividade municipal permaneça ativa e dê segurança às populações. Mantivemos a maioria dos serviços camarários a funcionar para garantir todo o apoio aos cidadãos.

Tomámos um conjunto de medidas de impacto social e económico muito relevantes, apoiámos a atividade educativa do concelho com a atribuição de recursos para que os alunos carenciados e sem equipamentos pudessem assistir às aulas pela Internet; apoiámos as Juntas de Freguesia com verbas especificamente para aquisição de materiais e equipamentos ou atividades relacionadas com a proteção e combate ao COVID-19.

Continuámos a desenvolver o nosso trabalho de forma atenta e cuidada, em várias frentes, nomeadamente mantendo a execução de obras nas estradas e vias de todo o concelho, melhorando a qualidade dos jardins e espaços verdes. Porque não podemos parar.

Somos um Município ativo e dinâmico. Temos obra realizada em todas as freguesias do concelho, numa ação contínua e em parceria com as Juntas de Freguesia.

Continuamos a melhorar o acesso aos parques empresariais, nomeadamente o Parque Empresarial do Casarão, intervindo na rede viária e na infraestruturação destes centros industriais, que são a fonte da criação de postos de trabalho e de riqueza. Razões que notabilizam Águeda como um concelho produtivo e fortemente industrial, onde a taxa de empregabilidade é alta e onde há oportunidades de crescimento. Queremos que Águeda continue a ser reconhecida pela sua capacidade industrial e força económica.

Somos um Município que se preocupa com o ambiente, uma área onde tem dado cartas, sendo reconhecido pela aposta na sustentabilidade. Continuamos a intervir para melhorar a qualidade da nossa Pateira, estamos atentos aos nossos rios, como o Águeda, que na semana passada beneficiou de uma acção de limpeza e valorização. Ou ainda o rio Alfusqueiro, o Marnel e o Vouga, sem esquecer o rio Cértima que foi recentemente alvo de uma intervenção profunda e que exibe agora as suas belezas naturais.

Mantemos a preocupação e cuidados com as nossas florestas, esta mancha verde de que tanto nos orgulhamos, mas que exige uma atenção constante por parte dos sapadores florestais e da população no cuidado e preservação que lhe é solicitada. Na semana passada inaugurámos um mega-tanque com capacidade para um milhão de litros de água em Castanheira do Vouga, que vai permitir apoiar o abastecimento de helicópteros e meios terrestres em caso de incêndio. E também foram inaugurados os três tanques construídos em Belazaima do Chão, um local onde está a ser ultimada a sede da Unidade Local de Proteção Civil. São obras importantes e vitais para o nosso município.

O concelho de Águeda está em constante movimento e em qualquer lugar pode ver-se uma grua ou uma área de construção. O parque habitacional está a crescer, resultado da pujança e dinamismo económico deste concelho. Estamos a trabalhar numa profunda regeneração urbana. Porque não podemos parar.

Estamos a ultimar as residências universitárias, estamos a melhorar e intervir na “Casa do Adro”, uma zona que está a ser revitalizada e vai catapultar Águeda para uma nova dimensão cultural, com os melhorados edifícios do Cancioneiro, da Orquestra Típica e do Conservatório e todo um espaço novo que está a ser criado.

Estamos a transformar o Parque da Alta Vila, uma área de Interesse Municipal, que se vai tornar numa zona nobre e um ex-libris de Águeda, expondo as maravilhas desta estrutura de lazer de influência inglesa, o castelo e o coreto em ferro.

Estamos a trabalhar para, em breve, podermos proceder à requalificação do Mercado Municipal de Águeda e pretendemos, também, avançar com o projeto de construção das novas Piscinas Municipais.

Águeda está a crescer. E quer continuar a crescer, porque temos tudo para manter o nosso ritmo e dinâmica empreendedora. Reafirmamos, contudo, a necessidade de que a ligação rodoviária Águeda/Aveiro seja uma realidade.

Este ano já foram dados passos importantes para isso, com o Governo, na pessoa do Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, a apoiar uma solução que envolve os dois municípios, que estão de acordo e alinhados para que esta via estruturante seja viabilizada. É um passo decisivo para o crescimento económico, social e turístico do nosso concelho.

Águeda já conquistou vários prémios, nacionais e internacionais. É um município amigo do desporto, exibe a Bandeira Cidade de Excelência, conquistou o prémio “Best of Europe”, como um destino sustentável, e vencemos os prémios LivCom, que decorreram no ano passado em Itália, sendo reconhecidos internacionalmente como um dos melhores municípios para viver.

Em todo o mundo, somos também reconhecidos pelo nosso AgitÁgueda, um festival que privilegia não só os espetáculos noturnos, mas a arte urbana e as mais variadas performances artísticas. Falar das ruas dos chapéus coloridos é falar de Águeda e essa imagem corre por todo o mundo. E somos cada vez mais conhecidos também pela atração que fazemos no Natal, com o maior Pai Natal do mundo e a capacidade de dinamizar o turismo no concelho e na região.

Somos um município que reconhece, respeita e valoriza a sua história. Mantemos ativo o comboio histórico da Linha do Vouga e há algumas carruagens e locomotivas a serem reparadas neste momento e que vão dinamizar o turismo ferroviário no concelho, elevando esta atração a um novo patamar de interesse mundial.

É tempo de reconhecer o trabalho realizado, os vários projetos integradores e impulsionadores desta região, e é tempo de enaltecer o que está a ser desenvolvido. Mas mais do que tudo é altura de falar do futuro.

Agora é tempo de incentivar o retomar das várias atividades da sociedade, sejam culturais, desportivas ou empresariais. Com consciência dos cuidados de inter-relacionamento que ainda é necessário manter, mas certos de que é necessário andar para a frente. Não podemos abrandar o ritmo. Podemos e devemos desenvolver uma postura de confiança.

Somos um Município dinâmico, cheio de atividades, com locais de rara beleza, com espaços brutais à espera de serem descobertos. Desfrutemos do que temos de melhor com certeza e confiança no futuro.

Águeda tem sabido responder à altura das crises ao longo do tempo e vamos conseguir ultrapassar este momento com garra e determinação.

Somos um concelho forte, onde vivem pessoas firmes e resilientes. Temos a coragem e a ousadia, temos a persistência e o empreendedorismo, a capacidade de lutar como valores que estão no ADN dos aguedenses. Não desistimos facilmente.
Juntos, depois desta pandemia e de todos os ventos contrários se dissiparem, vamos ficar ainda mais fortes.

Por Águeda.

Um bem-haja a todos.

Jorge Almeida, presidente da Câmara de Águeda.

* Presidente da Câmara Municipal de Águeda. Discurso no feriado municipal, 1 de junho de 2020.

Publicidade, Serviços & Donativos