Sete pessoas condenadas por tráfico de droga, três ficaram com pena suspensa

637
Tribunal de Aveiro.

O Tribunal de Aveiro condenou, esta quarta-feira, sete pessoas a penas de prisão por tráfico de droga, que variaram entre um ano e sete anos e seis meses. O grupo foi desmantelado em 2020 pela GNR de Águeda. Ao todo, nove arguidos responderam por tráfico e outros crimes.

Dos condenados a cadeia, três (dois homens e uma mulher) ficaram com pena suspensa (quatro anos, dois anos e um ano), ainda que sujeitos a obrigações.

Dois arguidos (um homem e uma mulher) foram absolvidos.

Dos quatro arguidos que vão cumprir tempo de reclusão (penas de sete anos e seis meses, seis anos e nove meses, seis anos e quatro anos e seis meses), três já se encontram em prisão preventiva.

Três arguidos (dois deles com tempo de cadeia pela frente), além de tráfico, foram condenados, também, por outros crimes: dois por posse de armas proibidas e um outro por posse de arma proibida e recetação.

Dois arguidos, que foram condenados a dois anos e um ano de prisão, penas suspensas com condições, beneficiaram de atenuação ao abrigo do regime especial para jovens.

A pena mais pesada recaiu num arguido que foi apanhado a traficar droga pouco tempo depois de sair da cadeia em liberdade condicional.

Na leitura resumida do acórdão, a juíza presidente disse que os testemunhos de consumidores e a prova documental analisada durante o julgamento, especialmente intercepções telefónicas e mensagens SMS, levaram a concluir pelo envolvimento dos arguidos condenados no tráfico de droga.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.