“Sentidos de Mar” promove os sabores das Ostras e outros bivalves da Ria de Aveiro

408
Ostras da Ria de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

No dia 6 de julho, sábado, às 14:00 a próxima iniciativa do ciclo de visitas orientadas “Sentidos de Mar” vai dar a conhecer a importância dos mariscos e o seu contributo para a economia local, com um programa que promete beleza paisagística, sabor e conhecimentos biológicos e culinários acerca deste ancestral alimento.

A atividade inicia-se com a visita ao Mercado do Peixe da Costa Nova, seguida de uma viagem pelo Canal de Mira da Ria de Aveiro, a bordo de uma lancha da Ria Príncipe, para conhecer os meandros desta ancestral atividade, incluindo um momento de degustação de ostras e outros bivalves com a participação do chef Ricardo Marques.

A apanha e a aquacultura de marisco, em particular das Ostras, é bastante diversa em todo o território nacional, fruto dos distintos métodos de cultivo e apanha bem como das diferenças climáticas e ambientais. No entanto, como organismos filtradores de água que são, ao alimentar-se de plâncton e de outras matérias particuladas que existem na Ria de Aveiro, os bivalves (e a sua aquacultura, quando bem praticada) podem ser das atividades que mais contribuem positivamente para o ambiente e para a comunidade local.

Esta edição de “Sentidos de Mar” tem o custo de 15,00€, por pessoa, e as inscrições são limitadas e sujeitas a confirmação através do 234 329 990 ou visitas.mmi@cm-ilhavo.pt.

“Sentidos de Mar”

É a uma iniciativa do Museu Marítimo de Ílhavo que inclui, entre outras atividades, visitas orientadas maioritariamente no exterior do museu. A pretexto do mar, das pescas e das comunidades irão experimentar-se e visitar-se, quase sempre ao ar livre, o património marítimo e iconográfico do Município de Ílhavo, bem como outros aspetos muito particulares e relevantes mas menos abordados da cultura marítima local.

Esta atividade insere-se no projeto Territórios com História: o Mar, as Pescas e as Comunidades, programa de cultura em rede dinamizado pelos Municípios de Ílhavo, Peniche e Murtosa, no Centro de Portugal. É cofinanciado pelo CENTRO2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Publicidade, Serviços & Donativos