Indústria 4.0: Renault disponibiliza fábrica de Cacia para testar soluções inovadoras

4386
Renault, Cacia (Aveiro).
Dreamweb 728×90 – Video I

A Renault de Cacia informa que iniciou a execução de “um plano estratégico para transformar” a sua fábrica local, líder da indústria metalomecânica portuguesa há 42 anos, numa ‘tech company’.

O “ambicioso plano” traçado pelo fabricante de caixas de velocidades e de componentes para motores da Renault Group (Renault, Dacia e Nissan) tem como base de partida a ‘Testbed the smart lab – Aveiro’, que é apresentado como sendo “uma plataforma de desenvolvimento de negócio em soluções inovadoras da indústria 4.0”.

Inteligência artificial, ciência dos dados, robótica colaborativa inteligente, manufatura aditiva, sistemas ciberfísicos, blockchain, mobilidade ou conectividade são algumas das áreas ‘alvo’.

Segundo um comunicado, a plataforma funcionará apoiada em infraestruturas da multinacional em Aveiro, em conjunto com outras empresas, nomeadamente a Brisa, que tem o serviço Via Verde.

A iniciativa faz parte da rede nacional de Testbeds, no âmbito da componente C16 do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), apresentada na Universidade de Aveiro, no passado dia 31 de março, na presença do Presidente da República e do Primeiro-Ministro.

Artigo relacionado

Marcelo e Costa iniciaram na UA “amostra do PRR em movimento”

PME e start-ups nacionais podem “testar novas tecnologias em ambiente real, com vista a desenvolver soluções inovadoras que respondam a necessidades da indústria e de serviços de mobilidade.”

A ‘Testbed the smart lab – Aveiro’ contará “com todo o processo industrial da Renault Cacia para testar e aumentar o nível de maturidade tecnológica dos pilotos de inovação”. Já a Brisa /a Via Verde pretende testar soluções integradas de mobilidade e conectividade, recorrendo a sandboxes ou ainda a viaturas da OEM (Fabricante Original de Equipamento).

A apresentação da plataforma está agendada para esta quarta-feira de manhã, na Renault de Cacia, em Aveiro, com a presença do Secretário de Estado da Economia, de várias entidades parceiras, incluindo empresas, associações e universidades que “iniciarão brevemente a sua fase de testes” na ‘Testbed the smart lab – Aveiro’.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.