Região de Aveiro tem duas Áreas Florestais Agrupadas

473
Imagem AFBV.

A Associação Florestal do Baixo Vouga (AFBV) está apostada em dinamizar “a gestão conjunta das propriedades”, através da criação de Áreas Florestais Agrupadas (AFA).

Um modelo que permite “poupar cerca de 20% nos custos dos trabalhos florestais, garantindo um incremento da produtividade superior a 60 por cento” nas plantações de eucaliptos.

A AFBV vai fazer um ponto de situação dos projetos que tem em “desenvolvimento no terreno” numa sessão informativa agendada para dia 5 de dezembro, pelas 18:00, na Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha.

Tornar a floresta “mais rentável e segura”, valorizando áreas onde predominam as pequenas propriedades florestais, é o desafio a que vários proprietários da Região de Aveiro deitaram mãos.

A AFBV assegura que “melhor planeamento, organização e operacionalização” da gestão comum traz “vantagens”.

“Ao ganhar escala, é possível reduzir os custos das intervenções, aumentar a produtividade e tornar mais fácil o cumprimento das obrigações legais e o processo de certificação florestal”, refere uma nota informativa.

“Sem perder a autonomia sobre o seu terreno, os proprietários, através de parcerias com entidades e empresas do sector, encontram nas AFA as soluções para problemas comuns”, explica ainda a AFBV.

É possível, ainda, o acesso a melhores condições de financiamento e contratualização de seguros, bem como formas mais eficazes de combater doenças, pragas e incêndios.

A sessão informativa sobre o tema “Uma solução para a Floresta de minifúndio: Áreas Florestais Agrupadas”, que é aberta à comunidade, irá juntar especialistas, bem como proprietários florestais que integram os projetos pilotos de Águeda e Vagos, que irão dar o seu testemunho e abordar as especificidades das AFA.

Reportagem áudio sobre Áreas Florestais Agrupadas da Região de Aveiro

O que são as Áreas Florestais Agrupadas?
São áreas florestais superiores a 10 ha constituídas por cinco ou mais parcelas de terreno continuas e pertencentes a cinco ou mais proprietários, sujeitas a um plano de gestão florestal e a um plano de investimento comuns. A AFBV apoia os proprietários durante todo o processo de constituição das Áreas Florestais Agrupadas, através de assessoria técnica e jurídica, incluindo o acesso a comparticipações financeiras.

Os números
Dois projetos AFA implementados: AFA Panasqueira (Castanheira do Vouga, Águeda) com 12 proprietários – 11ha; AFA Pedricosa (Lavandeira, Vagos) com 30 proprietários – 9 ha; Projetos em fase de desenvolvimento: Aveiro, Vagos, Albergaria-a-Velha, Águeda e Anadia. Poupança nos custos dos trabalhos florestais de cerca de 20% Incremento de produtividade nas áreas de eucalipto superiores a 60%.

A AFBV
Em 1999, nasceu com projeto da Associação Florestal do Baixo Vouga. “Valorizar e dignificar o sector florestal” é a sua missão.