Reabilitação de residências universitárias em concurso público

1228
Armazém propriedade da Universidade de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Universidade de Aveiro lançou a concurso público uma empreitada para reabilitação dos edifícios nº 1, 2 e 3 das residências de estudantes de Santiago.

A obra em causa tem um preço base do procedimento de 480.000 euros. O prazo de execução do contrato, sem incluir renovações, é de 245 dias

A UA colocou a concurso público uma outra empreitada de reabilitação que abrange o Bloco 1, localizado no campus de Santiago. Neste caso, o preço base é de 600.000 euros e o prazo de execução do contrato aponta para 273 dias de trabalhos.

Na abertura do ano académico, o reitor da UA adiantou que a reabilitação de vários complexos residenciais tem apoio do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Estas intervenções, referiu Paulo Jorge Ferreira, “serão sequenciais, para causarem o menor transtorno possível nas nossas rotinas e a resultarem sempre no maior número possível de camas disponíveis.”

Ainda no âmbito do PRR, está para “breve” o arranque a construção de cinco blocos residenciais no Crasto e o lançamento do concurso da empreitada para a reabilitação do antigo armazém da Quimigal.

Está também em curso um projeto para a construção de residências na Quinta do Comandante, em Oliveira de Azeméis, neste caso em consórcio com o município local.

“Estas intervenções permitirão à UA, que já tem um dos mais elevados rácios de camas por estudante deslocado em Portugal, aumentar em 41% a sua capacidade. Como atraímos estudantes de cada vez mais longe, este investimento é crucial para a nossa atratividade”, explicou o reitor.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.