PS lamenta falta de clareza do Presidente da Câmara de Ílhavo sobre descentralização de competências

359
Paços de concelho, Ílhavo.

O deputado municipal do Partido Socialista, Pedro Martins, aproveitou a recente reunião de Assembleia Municipal para pedir ao executivo municipal uma posição inequívoca sobre a descentralização de competências e, neste contexto, sobre o imprescindível papel da Associação Nacional de Municípios Portugueses na representação dos interesses dos municípios nos processos negociais, ao invés de dar palco, como o fez o movimento que lidera a autarquia, ao discurso divisionista do Presidente da Câmara Municipal do Porto.

Pedro Martins defendeu o processo de descentralização de competências como vital para a melhoria da prestação de serviços públicos aos cidadãos e para a crescente eficiência na gestão dos dinheiros públicos, sendo central a proximidade das autarquias no alcance destes desígnios.

O autarca socialista recordou que, no caso de Ílhavo, a área setorial com competências a descentralizar de maior peso orçamental, a Educação, está já na esfera de ação do Município há dois anos e não se ouviu nenhuma queixa dos atual e anterior Presidentes de Câmara quanto a falta de recursos financeiros transferidos pela administração central.

O PS pediu, pela voz de Pedro Martins, que o Presidente de Câmara se foque no essencial, na concretização da descentralização de competências nas áreas da Ação Social e da Saúde, e para esse efeito seja claro e inequívoco na exposição da sua posição sobre o assunto, algo que não sucede nas diversas oportunidades que o Sr. Presidente da Câmara tem para o efeito.

O deputado municipal sublinhou ainda a prioridade que o PS, e o seu Governo, dá à descentralização de competências e às preocupações dos autarcas no que a este processo diz respeito. Assinalou, como prova desse enfoque, as medidas introduzidas no Orçamento do Estado para 2022 que reforçam a capacidade das autarquias, nomeadamente o reforço da dotação do Fundo de Financiamento da Descentralização, que passa a contar com cerca de 1.000 milhões de euros para Educação, Saúde, Ação Social e Cultura.

Partido Socialista de Ílhavo

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.