Promover a igualdade de oportunidades

612
Direitos das mulheres. Imagem genérica.
Smartfire 728×90 – 1

No que à Igualdade de direitos diz respeito ainda há caminho a percorrer.

Por Sara Tavares *

O Departamento Nacional das Mulheres Socialistas, enquanto estrutura do Partido Socialista, foi criado em 2002 sendo que a sua afirmação dentro e fora do PS muito se deve a todas as mulheres Presidentes do Departamento Nacional e Presidentes dos Departamentos Federativos que, em cada momento, promoveram as políticas de igualdade que constituem marcas identitárias do PS.

Desde a sua génese, as Mulheres Socialistas têm como objetivo promover uma efetiva igualdade de direitos entre mulheres e homens, a participação paritária em todos os domínios da vida política, económica, cultural e social e a sua intervenção na atividade do Partido Socialista, numa integração transversal pelos direitos humanos, liberdades e garantias. De salientar que as Mulheres Socialistas não pretendem fazer um programa paralelo ao PS.

Alicerçamos toda a nossa ação naqueles que são os princípios do Partido Socialista, sem esquecer os compromissos já assumidos a nível nacional e internacional, no combate às desigualdades salariais, de género, opções de vida, orientação sexual ou em função da raça ou etnia.

Estas são bandeiras do PS que partilhamos!

Felizmente, nos últimos anos temos vindo a assistir a mudanças que potenciam a nossa intervenção. Desde logo, a alteração da designação de Departamento para Estrutura das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos (MS-ID), que é bastante mais abrangente. Em maio de 2018, no XXII Congresso do Partido Socialista e na subsequente alteração dos Estatutos do PS (alínea 8 do artigo 67º) tornou-se obrigatório que as Estruturas das MS-ID sejam consultadas no processo de designação de candidatas a titulares de cargos políticos. Foram ainda criadas as Estruturas Concelhias das MS-ID, aumentando assim a sua representatividade a nível local.

No que à Igualdade de direitos diz respeito ainda há caminho a percorrer. A estrutura das Mulheres Socialistas, Igualdade e Direitos tem vindo a fazer um trabalho reconhecido ao longo do tempo. A criação das estruturas concelhias foi mais um dos passos para a nível local lutar pela Igualdade.

Irei liderar uma candidatura à coordenação desta estrutura a nível concelhio de Aveiro, acompanha-me uma equipa motivada e heterogénea, que tem, entre outros objetivos, a intenção de dotar as mulheres de conhecimento efetivo das funções inerentes a um cargo autárquico, combater as desigualdades e promover a igualdade de oportunidades.

As eleições terão lugar no dia 7 de outubro. Atempadamente, serão apresentadas as linhas orientadoras desta candidatura.

Sara Tavares.

* Professora, deputada municipal do PS em Aveiro.

 

 

 

 

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.