Porto de Aveiro: Dragagem e remoção de inertes da ZALI concluída

1594
Porto de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A empreitada de dragagem e remoção de inertes da Zona de Atividades Logísticas e Industriais do Porto de Aveiro (ZALI) ficou concluída dentro do prazo, informa uma nota de imprensa da administração portuária.

“Superada esta etapa, vai em breve ser lançado o concurso para infraestruturação da segunda fase”, compreendendo a construção de arruamentos e a sua infraestruturação com redes de águas, esgotos, e prevenção de incêndios.

No final, estarão disponíveis 14 parcelas para comercialização, num total de 45 hetares, com áreas entre os 5.400 metros quadrados e os 76.830 metros quadrados, em primeira e segunda linha, relativas à frente de cais.

“Importa frisar que a empreitada agora concluída assume uma importância estratégica para o desenvolvimento futuro do Porto de Aveiro em três vertentes: a social, dando fim ao anseio da comunidade local quanto ao impacto do depósito dos inertes na população local;
a ambiental, contribuindo o Porto de Aveiro para o combate da erosão da costeira a sul da Barra;
ainda a dimensão económica, permitindo ao Porto de Aveiro dar continuidade a uma estratégia de expansão e industrialização”, refere o comunicado.

A administração portuária espera “uma maior capacidade deste porto na captação de investimento privado e reforço das exportações, permitindo assim atrair novas indústrias e unidades logísticas para dentro da zona portuária, com uma frente de cais dedicada, o que é uma oferta logística competitiva única no contexto portuário nacional.”

A empreitada resulta de um protocolo de cooperação celebrado entre a Agência Portuguesa do Ambiente e da Administração do Porto de Aveiro, num investimento total de 12,2 milhões de euros com financiamentos do POSEUR e COMPETE 2020.

Artigo relacionado

Litoral costeiro: Obras de reforço do cordão dunar arrancam dentro de semanas

Publicidade, Serviços & Donativos