Ponte Nova, Conjunto Habitacional Mãe d’Água, promessa adiada, luta renovada

413
Ponte Nova, Ovar.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Comissão de Freguesia de São João de Ovar do PCP visitou o Conjunto Habitacional da Ponte Nova, Mãe d’Água, para proceder a nova auscultação dos seus moradores, para melhor percepção dos seus problemas e preocupações.

A delegação do PCP pôde constatar que não ocorreu qualquer tipo de avanço relativamente a dois problemas desta área residencial, previamente referenciados: i) as telhas de amianto que cobrem estes edifícios ainda não foram substituídas e ii) o arranjo urbanístico da sua envolvente que se mantém no “domínio da promessa, sem solução à vista” da Câmara Municipal de Ovar, aliás, uma postura recorrente e pouco surpreendente da edilidade.
Quanto ao primeiro ponto, recorde-se que os telhados de amianto, pelos riscos que acarretam para a saúde pública urgem ser substituídos mas, a Câmara Municipal teima em protelar a resolução deste problema.

Relativamente ao espaço envolvente ao bairro, esta área continua a ser depósito dos mais variados tipos de resíduos, permitindo-se que proliferem silvados, matos e espécies invasoras sem que se criem mecanismos de controlo.

Em São João de Ovar, na Ponte Nova, o PCP luta pela requalificação deste espaço público há vários anos. A promessa da Câmara Municipal para resolver esta justa reivindicação da população, também se arrasta há vários anos, já que a autarquia garantiu que elaboraria um projecto de requalificação deste espaço público, com o fim de o devolver à população, atribuindo-lhe a função de local de lazer e convívio, de manutenção desportiva e de importância ambiental.

Se a Câmara Municipal ainda não trouxe à luz este projecto, o PCP questiona a edilidade: para quando a sua apresentação?

O PCP também questiona o executivo da União das Freguesias de Ovar, São João, Arada e São Vicente de Pereira (UFO): que diligências, a UFO promoveu junto ao executivo municipal, para que o mais justo interesse desta comunidade seja satisfeito?

O PCP garante que a voz dos moradores da Ponte Nova será ouvida em todos os órgãos de Poder Local – na Assembleia da União das Freguesias, na Assembleia Municipal e na Câmara Municipal -, e a sua intervenção não cessará enquanto as suas justas aspirações não forem satisfeitas.

Como sempre, o PCP continuará a exercer a sua intervenção na rua, auscultando as populações mas, também nos correspondentes órgãos autárquicos, denunciando, propondo e exigindo soluções para os mais prementes problemas dos ovarenses.

Podem continuar a contar com o Partido Comunista Português! Intervir, Lutar, Avançar com o PCP!

PCP de Ovar

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.