Parceria com a Ordem dos Psicólogos contribui para o bem-estar dos estarrejenses

319
Parceria com a Ordem dos Psicólogos (Estarreja).

A pandemia colocou na agenda pública a importância da Saúde Mental e pôs em discussão as estratégias que devem ser tomadas para a promover.

O protocolo de parceria assinado, esta quarta-feira, dia 12 de maio, entre a Câmara Municipal de Estarreja e a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), que tem em vista a promoção da Literacia em Saúde Mental, é uma oportunidade única para dar as ferramentas à comunidade para minorar os impactos da crise associada à COVID-19 em diversas dimensões (bem-estar psicológico, ansiedade, depressão, perturbação de stress pós-traumático, burnout e resiliência).

Conhecimento e Prevenção são as palavras-chave

O Bastonário da Ordem dos Psicólogos, Francisco Miranda Rodrigues, realçou que através da literacia, “ficamos mais capacitados para compreender os fenómenos. Este é um aspeto importantíssimo para termos a capacidade de reconhecer os sinais precocemente e de facilmente conseguirmos aceitar que, muitas vezes, podemos estar numa situação em que devemos ter mais cuidados para prevenirmos o agravamento daquilo que já poderá ser um sofrimento psicológico ou evitar o surgimento de uma perturbação mental.”

“Durante a pandemia, trabalhamos na nossa capacidade máxima para dar resposta aos sucessivos desafios e obstáculos sempre sob elevados níveis de stress físico e psicológicos. Só quem esteve no terreno, sabe o quão difícil foi”, contou o Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, Diamantino Sabina. A guerra na Ucrânia trouxe ainda mais consequências sociais e económicas, “aumentando os desafios e não antevendo um futuro mais risonho”. O edil enalteceu assim a relevância deste protocolo que é mais uma ferramenta “para apoiarmos e ajudarmos os nossos munícipes” e para “tornar a autarquia mais resiliente.”

Cultura de trabalho em rede promovida em Estarreja é sentida fora de portas

Responsável pelo pelouro da saúde e ação social, Isabel Simões Pinto contou que “a pandemia trouxe algumas oportunidades para olharmos para as questões da Saúde Mental – tema que já tinha sido identificado como área de intervenção prioritária no Diagnóstico Social, atualizado em 2019 – e demonstrou o impacto de não cuidarmos da mente que tem relação direta nos indivíduos, nas comunidades, nas instituições e nas organizações.” As alterações inesperadas e implicações profundas nas rotinas diárias da população, levaram à rápida reorganização da missão do Gabinete de Psicologia da autarquia. Segundo a vereadora, este protocolo vem “acrescentar mais valor ao trabalho do Gabinete e aumentar as respostas associadas à saúde mental.”

Durante a cerimónia decorreu uma mesa-redonda, com testemunhos da responsável da Divisão de Educação e Desenvolvimento Social do Município de Estarreja, Sofia Freire, do docente Emídio Ferro e da psicóloga Filipa Pires evidenciando a importância desta temática e da relação próxima entre a autarquia e as instituições.

Na opinião de Eduardo Carqueja, presidente da Direção-Geral do Norte da OPP, esta mesa redonda é reveladora do papel da autarquia. “Há muito tempo que Estarreja é para nós um exemplo de proximidade com diferentes atores da sociedade, que resulta numa cultura de rede com o único objetivo de trabalhar a qualidade e o bem-estar das pessoas” sublinhou.

Câmara de Estarreja

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.