Ovar prepara espaço de saúde “exclusivamente” para o Covid-19

2914
Paços de Concelho de Ovar.
Dreamweb 728×90 – Video I

Numa altura em que se confirmam 16 infetados pelo coronavírus Covid-19 em Ovar, o presidente da Câmara local anuncia novas medidas de contingência.

Segundo Salvador Malheiro, a edilidade já está, em articulação com o ACES do Baixo Vouga (entidade gestora dos centros de saúde), “a ajudar na preparação de um espaço de saúde destinado exclusivamente ao Covid-19”.

O site Ovarnews adiantou que a medida passará por adaptar uma ala da Unidade de Saúde Familiar (USF) de S. João de Ovar.

“No município de Ovar já temos 16 infectados confirmados, de entre os quais dois distintos funcionários da Câmara”, refere o edil vareiro, admitindo que o número “real é certamente muito maior”.

“Vamos ficar em casa por favor. E os estabelecimentos comerciais, empresariais e de lazer devem fechar salvo raras excepções. Não podemos adiar mais. É a salvação de vidas que está em causa. Vamos colocar o nosso município em quarentena, em ‘shutdown’ e assim dar o exemplo ao nosso País”, escreve Salvador Malheiro repetindo o apelo dos dias mais recentes (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

No dia em que foi confirmada a primeira morte pelo Covid-19, de um otogenário, com problemas de saúde crónicos, em Lisboa, em Oliveira do Bairro, a autarquia mantém a informação de um infectado e no vizinho de concelho de Águeda também não sofreram alterações (dois casos).

Militar da GNR esperou seis horas pela Linha SNS24 e não teve resposta

Um militar do Comando Territorial da GNR de Aveiro aguardou mais de seis horas pelo atendimento da SNS24, para despistar uma suspeita de contágio, por ter um familiar com Covid-19. À falta de uma resposta, mesmo com outros colegas a ligarem para aquela linha telefónica, o militar acabou por fazer um dia de serviço e rumar a casa sem resposta, refere uma notícia do JN.

Publicidade, Serviços & Donativos