Oliveira do Bairro está a apoiar 27 pessoas ucranianas

794
Câmara Municipal de Oliveira do Bairro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Município de Oliveira do Bairro está a apoiar 27 pessoas deslocadas da Ucrânia, de 14 agregados familiares diferentes, desde o início deste mês de março.

Estes apoios estão a ser operacionalizados através do Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) de Oliveira do Bairro.

Até 20 de março, já tinham sido acolhidos por famílias do concelho quatro agregados familiares. Dos restantes, alguns estão em casa de familiares, ou amigos, e outros estão ainda em viagem, havendo já soluções para a sua acomodação.

Lília Ana Águas, Vereadora responsável pelas áreas da ação social e das migrações, deixa “uma palavra de agradecimento a todas as entidades e pessoas a título individual que estão a trabalhar connosco na procura de soluções dignas para estas famílias, que chegam ao nosso Concelho fugindo de uma guerra cruel e injusta”.

Para uma resposta mais eficiente às necessidades dos refugiados ucranianos, o Município criou várias medidas de apoio. A Bolsa de Acolhimento, que reúne a oferta de agregados familiares do Concelho que queiram receber nas suas habitações famílias de refugiados, ou crianças não acompanhadas, conta já com 26 ofertas.

Na Bolsa de Habitação regista-se a disponibilização de um apartamento com oito quartos. Para alojamento temporário foram já disponibilizadas 16 camas (dois bungalows), no Campo Escutista da Palhaça, e mais 12 no Centro Social de Oiã, que se encontram a ser preparadas para acolher condignamente os refugiados.

Relativamente à Bolsa de Emprego, foram já contabilizadas 11 empresas, registadas na plataforma do IEFP, havendo mais entidades empregadoras que já manifestaram a sua disponibilidade para integrar estas pessoas.

O Município de Oliveira do Bairro criou ainda uma bolsa de apoio psicológico, que conta já com três psicólogos disponíveis, e outra de tradutores, onde já se inscreveram quatro cidadãos ucranianos, que se disponibilizaram para prestar apoio na tradução de documentos e/ou apoio aos refugiados.

Outra das medidas que vai avançar nos próximos dias são os cursos de Português – Língua de Acolhimento para esta população, em parceria com o Centro Qualifica de Águeda. A primeira edição vai avançar no próximo dia 26 de março, aos sábados, na Incubadora de Empresas de Oliveira do Bairro. Para o início de abril está previsto uma nova edição, em parceria com o Centro Qualifica de Anadia, a decorrer em horário ainda a determinar, na Escola Básica Dr. Acácio de Azevedo, igualmente em Oliveira do Bairro.

A autarquia bairradina está também, em articulação com as entidades da Rede Social concelhia, a colaborar na recolha e entrega de bens de primeira necessidade às famílias que estão a chegar ao Concelho, estando também prevista a entrega de Vales-Família, para utilização no comércio local, e mobiliário, no âmbito do projeto municipal “Remobilar”.

Através do CLAIM de Oliveira do Bairro, o Município está também a prestar apoio na regularização dos processos de pedido de proteção internacional, a orientar estas pessoas para os serviços públicos de educação e saúde, articulando com estas entidades o respetivo acolhimento, ou atendimento, e a efetuar diligências junto da Segurança Social para a criação de vagas em creche nas IPSS do concelho e/ou para a criação de creches familiares.

Câmara de Oliveira do Bairro

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.